Zimmermann Telegram

Zimmermann Telegram


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

A Primeira Guerra Mundial ajudou a economia dos EUA com a exportação de mercadorias para os países aliados aumentando de $ 825 milhões em 1914 para $ 3,2 bilhões em 1916. Isso possibilitou que a Grã-Bretanha e a França continuassem lutando contra as Potências Centrais e isso influenciou a decisão da Alemanha de anunciar sua política irrestrita de guerra submarina. Opinião contra a Alemanha endureceu após o naufrágio do Lusitania. Alguns jornais dos Estados Unidos conclamaram o presidente Woodrow Wilson a declarar guerra à Alemanha. No entanto, ele se recusou a fazer isso porque queria "preservar o respeito do mundo, abstendo-se de qualquer curso de ação que pudesse despertar a hostilidade de qualquer um dos lados na guerra e, assim, manter os Estados Unidos livres para assumir o papel de pacificadores" . (1)

O presidente Wilson alertou os alemães sobre as consequências de causar a morte de cidadãos americanos. William Jennings Bryan, Secretário de Estado de Wilson, discordou dessa abordagem. Ele também destacou que, ao viajar em embarcações britânicas, que estavam em risco de ataque, "um cidadão americano pode, ao colocar seu próprio negócio acima de sua consideração por este país, assumir em seu próprio benefício riscos desnecessários e, assim, envolver seu país em relações internacionais complicações "e sugeriu uma política mais imparcial. Bryan acabou renunciando em junho de 1915, levantando a questão "por que ficar tão chocado com o afogamento de algumas pessoas, se não há objeção a deixar uma nação faminta". (2)

Wilson substituiu Bryan pelo pró-aliado Robert Lansing. Wilson também anunciou um aumento no tamanho das forças armadas dos EUA. Na campanha para as eleições presidenciais de 1916, Woodrow Wilson enfatizou sua política de neutralidade e sua equipe usou o slogan: "Ele nos manteve fora da guerra". No entanto, ele fez um discurso após sua vitória, alertando a Alemanha que a guerra submarina resultando em mortes de americanos não seria tolerada, dizendo: "A nação que viola esses direitos essenciais deve esperar ser verificada e responsabilizada por desafio direto e resistência. Isso imediatamente torna a disputa em parte nossa. " (3)

Em 16 de janeiro de 1917, o Secretário de Relações Exteriores alemão, Arthur Zimmermann, enviou um telegrama codificado ao embaixador na Cidade do México, informando-o de que a Alemanha pretendia iniciar uma guerra submarina irrestrita em 1º de fevereiro. Ele também instruiu o embaixador a propor uma aliança com o México se estourasse uma guerra entre a Alemanha e os Estados Unidos. Em troca, o telegrama propunha que a Alemanha e o Japão ajudassem o México a recuperar os territórios que perdeu para os Estados Unidos em 1848 (Texas, Novo México e Arizona). (4)

Com a eclosão da Primeira Guerra Mundial, o Almirantado estabeleceu o Código de Governo e a Escola Cypher (GCCS). Pessoas como Alastair Denniston, Alfred Dilwyn Knox e Frank Birch estiveram envolvidas na interceptação, descriptografia e interpretação do pessoal naval alemão e de outras comunicações sem fio e a cabo inimigas. O GCCS obteve uma cópia do Zimmermann Telegram e depois que foi descriptografado, foi passado para o governo americano. (5)

Quando recebeu os detalhes do telegrama, o presidente Woodrow Wilson não declarou guerra imediatamente e, em vez disso, comentou: "Somos amigos sinceros do povo alemão e desejamos sinceramente permanecer em paz com eles. Não devemos acreditar que eles são hostis a nós, a menos que ou até que sejamos obrigados a acreditar ". (6)

Em 21 de março, o petroleiro dos Estados Unidos, The Healdton, foi afundado por um submarino alemão enquanto estava em uma "zona de segurança" especialmente declarada nas águas holandesas. Vinte tripulantes americanos foram mortos. Wilson convocou uma reunião com seu gabinete e este decidiu por unanimidade ir à guerra. Em 2 de abril, o presidente Wilson pediu permissão para ir à guerra. Isso foi aprovado no Senado em 4 de abril por 82 votos a 6, e dois dias depois, na Câmara dos Representantes, por 373 a 50. Ainda evitando alianças, a guerra foi declarada contra o governo alemão (ao invés de seus súditos). (7)

A Alemanha estava confiante de que poderia levar a Grã-Bretanha ao colapso antes que a ação americana se tornasse efetiva. Como AJP Taylor apontou: "Eles quase conseguiram. O número de navios afundados por submarinos aumentou catastroficamente. Em abril de 1917, um em cada quatro navios que saíam dos portos britânicos nunca voltou. Naquele mês, quase um milhão de toneladas de navios foram afundados, dois terços britânicos. A nova construção poderia substituir apenas uma tonelada em dez. Navios neutros recusavam cargas para os portos britânicos. A reserva britânica de trigo diminuiu para seis semanas. " (8)

Quando os EUA declararam guerra em abril de 1917, Wilson enviou a Força Expedicionária Americana (AEF) sob o comando do General John Pershing para a Frente Ocidental. A Lei do Serviço Seletivo, redigida pelo Brigadeiro General Hugh Johnson, foi rapidamente aprovada pelo Congresso. A lei autorizou o presidente Wilson a formar uma força de infantaria voluntária de não mais do que quatro divisões. Pershing chegou à França em junho de 1917, com suas tropas e inicialmente afirmou que estavam à disposição do general Ferdinand Foch. "Foi um gesto inspirador - embora na prática ele tenha continuado a manter o controle sobre suas tropas e, com raras exceções, apenas permitiu que elas tomassem parte da frente como divisões completas." (9)

Pretendemos começar em primeiro de fevereiro uma guerra submarina irrestrita. Apesar disso, devemos nos esforçar para manter a neutralidade dos Estados Unidos da América. Caso isso não aconteça, fazemos do México uma proposta de aliança nas seguintes bases: façamos guerra juntos, façamos a paz juntos, apoio financeiro generoso e um entendimento de nossa parte de que o México deve reconquistar o território perdido no Texas, Novo México e Arizona. O acordo em detalhes é deixado para você. Você informará o presidente sobre o que precede, mais secretamente, assim que a eclosão da guerra com os Estados Unidos da América for certa e adicionará a sugestão de que ele deve, por sua própria iniciativa, convidar o Japão para a adesão imediata e, ao mesmo tempo, mediar entre Japão e nós mesmos. Chame a atenção do presidente para o fato de que o emprego implacável de nossos submarinos agora oferece a perspectiva de obrigar a Inglaterra em poucos meses a fazer a paz.

Naufrágio do Lusitânia (resposta ao comentário)

Walter Tull: o primeiro oficial negro da Grã-Bretanha (responder a comentários)

Futebol e a Primeira Guerra Mundial (resposta ao comentário)

Futebol na Frente Ocidental (comentário da resposta)

Käthe Kollwitz: Artista alemão na Primeira Guerra Mundial (resposta ao comentário)

Artistas americanos e a Primeira Guerra Mundial (resposta ao comentário)

Naufrágio do Lusitânia (resposta ao comentário)

(1) The Manchester Guardian (10 de maio de 1915)

(2) Donald E. Schmidt, A Loucura da Guerra: Política Externa Americana 1898–2005 (2005) página 79

(3) Woodrow Wilson, discurso (2 de setembro de 1916)

(4) Arthur Zimmermann, telegrama ao embaixador alemão na Cidade do México (16 de janeiro de 1917)

(5) Michael Smith, Estação X: os decifradores de Bletchley Park (1998) página 11

(6) August Heckscher, Woodrow Wilson (1991) página 428

(7) Martin Gilbert, Primeira Guerra Mundial (1994) página 317

(8) A. Taylor, História da Inglaterra: 1914-1945 (1965) página 122

(9) Basil Liddell Hart, História da Primeira Guerra Mundial (1930) página 371


Fatos do Zimmermann Telegram

Definição e resumo do telegrama Zimmermann
Resumo e definição: O telegrama de Zimmerman era uma mensagem codificada e ultrassecreta enviada pelo ministro das Relações Exteriores alemão Arthur Zimmerman à delegação diplomática de seu país no México em janeiro de 1917. A comunicação era uma tentativa de atrair o México para a guerra caso os Estados Unidos aderissem ao Aliados na Europa. A interceptação e decodificação do Telegrama Zimmermann revelou uma promessa ao governo mexicano de que a Alemanha ajudaria o México a recuperar o território que havia cedido aos EUA (Texas, Novo México e Arizona) após a Guerra Mexicano-Americana. O telegrama Zimmerman provocou indignação em todo o país durante a Primeira Guerra Mundial e ajudou a trazer a participação americana na Grande Guerra.

Fatos do Zimmermann Telegram para crianças
Woodrow Wilson foi o 28º presidente americano que ocupou o cargo de 4 de março de 1913 a 4 de março de 1921. Um dos eventos importantes durante sua presidência foi o telegrama de Zimmermann durante a Primeira Guerra Mundial.

Desenho do telegrama Zimmermann de 1917

O que foi o Zimmermann Telegram?
O Zimmermann Telegram foi uma mensagem codificada enviada em janeiro de 1917, durante a Primeira Guerra Mundial na Europa, do ministro das Relações Exteriores alemão Arthur Zimmermann ao embaixador da Alemanha no México, Heinrich von Eckhardt.

Quando o Telegrama Zimmermann foi enviado?
O telegrama Zimmermann foi enviado em 16 de janeiro de 1917 durante a Primeira Guerra Mundial, antes da entrada dos Estados Unidos na Grande Guerra.

Código / cifra do telegrama Zimmermann
Interceptar o tráfego telegráfico era simples durante a Primeira Guerra Mundial, mas era uma forma de comunicação necessária. A falta de cifras seguras tornava a transmissão sem fio perigosa. Os códigos, geralmente considerados mais seguros do que as cifras, tornaram-se o padrão para comunicações ultrassecretas. Sir Alfred Ewing estabeleceu a operação britânica de decifração de códigos para decifrar mensagens sem fio alemãs e administrou a Sala 40, o departamento de criptoanálise do Almirantado Britânico.

Zimmermann Telegram para crianças
O seguinte folheto informativo sobre o Zimmermann Telegram inclui fatos e informações interessantes sobre uma das mensagens secretas mais importantes interceptadas e decodificadas pela inteligência britânica durante a 1ª Guerra Mundial. O que exatamente o Zimmerman Telegram disse? Para o Texto completo do Telegrama Zimmermann, veja abaixo.

Fatos sobre Zimmermann Telegram para crianças

Telegrama Zimmermann - Fato 1: O Zimmermann Telegram foi uma mensagem codificada ultrassecreta enviada em 16 de janeiro de 1917 do Ministro do Exterior alemão Arthur Zimmermann ao embaixador da Alemanha no México no auge da Primeira Guerra Mundial.

Telegrama Zimmermann - Fato 2: O objetivo do telegrama Zimmerman era dar a Heinrich von Eckhardt, o embaixador alemão no México, um conjunto de instruções codificadas caso os Estados Unidos neutros entrassem na Primeira Guerra Mundial ao lado dos Aliados.

Telegrama Zimmermann - Fato 3: A transmissão telegráfica direta ao México não foi possível porque os britânicos cortaram o cabo telegráfico transatlântico da Alemanha. No entanto, os Estados Unidos permitiram um uso limitado de seus cabos diplomáticos para a Alemanha se comunicar com seu embaixador em Washington.

Telegrama Zimmermann - Fato 4: O telegrama criptografado foi, portanto, primeiro recebido por Johann von Bernstorff, o embaixador alemão em Washington D.C., que então encaminhou a mensagem para o embaixador alemão no México, Heinrich von Eckardt.

Telegrama Zimmermann - Fato 5: Em 17 de janeiro de 1917, a Sala 40, a operação de quebra de código do Almirantado Britânico, interceptou o telegrama Zimmerman codificado e imediatamente começou a trabalhar na decifração da mensagem criptografada.

Telegrama Zimmermann - Fato 6: Johann von Bernstorff, o embaixador alemão em Washington D.C., encaminhou a mensagem para Heinrich von Eckardt, o embaixador alemão no México, Heinrich von Eckardt, em 19 de janeiro de 1917.

Telegrama Zimmermann - Fato 7: O Embaixador Heinrich von Eckhardt passou o conteúdo do telegrama de Zimmerman a Venustiano Carranza, Presidente do México.

Telegrama Zimmermann - Fato 8: A American manteve uma posição neutra durante a 1ª Guerra Mundial, no entanto, a Alemanha estava prestes a voltar no 'Compromisso de Sussex' para a América (não afundar navios mercantes sem o devido aviso)

Zimmermann Telegram Fact 9: O conteúdo ultrassecreto do telegrama de Zimmerman foi uma bomba diplomática e, portanto, enviado em código. O resumo da missiva foi:

& # 9679 Propondo uma aliança entre o México e a Alemanha pela qual os alemães forneceriam ao México amplos suprimentos para reconquistar o Texas, Novo México e Arizona
& # 9679 Zimmerman sugeriu ainda que o presidente mexicano Venustiano Carranza convidasse o Japão, nominalmente uma nação aliada, a aderir ao proposto pacto germano-mexicano.

Zimmermann Telegram Fact 10: Por que a Alemanha arriscou trazer os EUA para a Primeira Guerra Mundial ao lado dos Aliados? Resposta: A situação com o México:

& # 9679 Francisco & quotPancho & quot Villa liderou a revolução mexicana de 1910 e montou incursões transfronteiriças no Novo México.
& # 9679 Em resposta a essa ação, o presidente Woodrow Wilson enviou uma expedição punitiva ao México para perseguir os invasores.
& # 9679 Isso encorajou a Alemanha a acreditar que esta situação séria, e outras preocupações dos EUA e os consideráveis ​​interesses financeiros na área, limitariam os recursos e operações militares dos EUA e distrairiam os americanos de entrar na Primeira Guerra Mundial.

Zimmermann Telegram Fact 11: Em 1 de fevereiro de 1917, a Alemanha começou a guerra irrestrita de U-boat no Atlântico. Os navios dos EUA foram atacados por submarinos (submarinos) alemães e os EUA romperam relações diplomáticas com a Alemanha

Fatos sobre Zimmermann Telegram para crianças

O que o Zimmerman Telegram disse? Texto completo do Telegrama Zimmermann (tradução do alemão)
O Texto Completo do Telegrama Zimmermann é o seguinte:

Pretendemos começar no dia primeiro de fevereiro uma guerra submarina irrestrita. Apesar disso, devemos nos esforçar para manter a neutralidade dos Estados Unidos da América.

Você informará o Presidente do acima mais secretamente assim que a eclosão da guerra com os Estados Unidos da América for certa e adicionará a sugestão de que ele deve, por sua própria iniciativa, convidar o Japão para a adesão imediata e, ao mesmo tempo, mediar entre Japão e nós mesmos.

Chame a atenção do presidente para o fato de que o emprego implacável de nossos submarinos agora oferece a perspectiva de obrigar a Inglaterra a fazer a paz em alguns meses.

Fatos do Zimmermann Telegram para crianças
As informações sobre o telegrama de Zimmermann fornecem fatos interessantes e informações importantes sobre este importante evento ocorrido durante a presidência do 28º Presidente dos Estados Unidos da América.

Fatos sobre Zimmermann Telegram para crianças
O seguinte folheto informativo sobre o Zimmermann Telegram também inclui os tipos de guerra usados ​​na Grande Guerra.

Fatos sobre Zimmermann Telegram para crianças

Zimmermann Telegram Fact 12: Enquanto isso, os decodificadores britânicos trabalhando no escritório criptográfico britânico conhecido como & quotRoom 40 & quot estavam quebrando a mensagem criptografada. A organização que decifrava o código ficou conhecida como & quotRoom 40 & quot devido à sua localização nos edifícios do Antigo Almirantado.

Zimmermann Telegram Fact 13: Os decodificadores da sala 40, Nigel de Gray e William Montgomery, reconheceram que a mensagem estava codificada em um sistema de código diplomático alemão que eles chamaram de '0075'. Eles estavam trabalhando no código 0075 há meses e ele já estava parcialmente quebrado quando eles começaram a trabalhar no telegrama Zimmerman.

Zimmermann Telegram Fact 14: Os decodificadores da Sala 40, o departamento de criptoanálise do Almirantado Britânico, completaram a tarefa em 5 de fevereiro de 1917, entregando a mensagem ao governo britânico.

Zimmermann Telegram Fact 15: Ficou claro para o governo britânico que a mensagem era inestimável para finalmente atrair os Estados Unidos para a 1ª Guerra Mundial do lado dos Aliados, um objetivo britânico de longa data. Mas houve sérios problemas com o compartilhamento de informações, já que a própria existência da Sala 40 foi um dos maiores segredos da Grã-Bretanha contra os alemães durante a 1ª Guerra Mundial e que Londres estava monitorando o tráfego diplomático neutro.

Zimmermann Telegram Fact 16: O Zimmermann Telegram foi entregue ao embaixador americano na Grã-Bretanha em 23 de fevereiro de 1917. O embaixador dos Estados Unidos Walter Page transmitiu o conteúdo ultrajante do telegrama ao presidente Woodrow Wilson em 24 de fevereiro de 1917.

Telegrama Zimmermann - Fato 17: Um esquema foi elaborado (envolvendo um agente no México e um roubo) para esconder como a mensagem havia se tornado disponível e também como os EUA obtiveram a posse de uma cópia.

Zimmermann Telegram Fact 18: Em 26 de fevereiro de 1917, o presidente Woodrow Wilson propôs ao Congresso que os EUA deveriam começar a armar seus navios contra possíveis ataques alemães.

Zimmermann Telegram Fact 19: O presidente Woodrow Wilson então autorizou o Departamento de Estado a tornar público o Zimmermann Telegram. Em 1o de março de 1917, o telegrama de Zimmermann foi publicado na imprensa e inflamou a opinião pública americana contra a Alemanha e ajudou a convencer o Congresso a declarar guerra contra a Alemanha.

Zimmermann Telegram Fact 20: Alguns nos Estados Unidos, que ainda defendiam a neutralidade, inicialmente alegaram que o telegrama era falso, mas sua ideia foi desfeita dois dias depois, quando Arthur Zimmermann confirmou sua autenticidade.

Zimmermann Telegram Fact 21: Em 6 de abril de 1917, o presidente Wilson declarou guerra à Alemanha e lutou com os aliados na 1ª Guerra Mundial até que a guerra terminou em 11 de novembro de 1918.

Zimmermann Telegram Fact 22: O presidente mexicano, Venustiano Carranza, recusou formalmente a proposta em 14 de abril de 1917, quando os Estados Unidos já haviam declarado guerra contra a Alemanha.

Zimmermann Telegram for kids: entrada americana e papel dos EUA na Primeira Guerra Mundial
Em 6 de abril de 1917, o Senado dos Estados Unidos declarou guerra à Alemanha e lutou com os aliados na 1ª Guerra Mundial. Para fatos e informações adicionais, consulte os seguintes links:.

Fatos do telegrama Zimmermann para crianças - Vídeo do presidente Woodrow Wilson
O artigo sobre o telegrama de Zimmermann fornece fatos detalhados e um resumo de um dos eventos importantes durante seu mandato presidencial. O vídeo de Woodrow Wilson a seguir fornecerá dados adicionais importantes e datas sobre os eventos políticos vividos pelo 28º presidente americano, cuja presidência durou de 4 de março de 1913 a 4 de março de 1921.

Telegrama Zimmermann - História dos EUA - Fatos - Evento principal - Telegrama Zimmermann - Definição - Americano - EUA - EUA - Telegrama Zimmermann - América - Datas - Estados Unidos - Crianças - Crianças - Escolas - Trabalho de casa - Importante - Fatos - Questões - Chave - Principal - Principais - Eventos - História - Interessantes - Telegrama Zimmermann - Info - Informações - História americana - Fatos - Históricos - Eventos importantes - Telegrama Zimmermann


Fundo

Em 1917, com o início da Primeira Guerra Mundial, a Alemanha começou a avaliar opções para desferir um golpe decisivo. Incapaz de quebrar o bloqueio britânico ao Mar do Norte com sua frota de superfície, a liderança alemã optou por retornar a uma política de guerra submarina irrestrita. Essa abordagem, por meio da qual os submarinos alemães atacariam os navios mercantes sem aviso, foi usada brevemente em 1916, mas foi abandonada após fortes protestos dos Estados Unidos. Acreditando que a Grã-Bretanha poderia ser rapidamente paralisada se suas linhas de abastecimento para a América do Norte fossem cortadas, a Alemanha se preparou para reimplementar essa abordagem a partir de 1º de fevereiro de 1917.

Preocupada com o fato de que a retomada da guerra submarina irrestrita pudesse levar os Estados Unidos à guerra ao lado dos Aliados, a Alemanha começou a fazer planos de contingência para essa possibilidade. Para tanto, o secretário de Relações Exteriores da Alemanha, Arthur Zimmermann, foi instruído a buscar uma aliança militar com o México em caso de guerra com os Estados Unidos. Em troca do ataque aos Estados Unidos, o México recebeu a promessa de devolver o território perdido durante a Guerra Mexicano-Americana (1846-1848), incluindo Texas, Novo México e Arizona, bem como substancial assistência financeira.


The Zimmerman Telegram

Uma comunicação secreta entre a Alemanha e o México foi exposta em 3 de março de 1917.

Arthur Zimmermann, Secretário de Estado das Relações Exteriores do Império Alemão, foi encarregado de manter os Estados Unidos fora da Primeira Guerra Mundial. Seu plano era tão engenhoso quanto improvável. Ele decidiu oferecer apoio financeiro e militar ao México caso este concordasse em atacar os Estados Unidos e tentar recuperar os territórios perdidos na Guerra Mexicano-Americana de 1846-1848. Isso manteria os EUA ocupados - e fora da Europa.

Em 19 de janeiro, Zimmermann enviou um telegrama codificado ao presidente mexicano, por meio dos embaixadores alemães nos Estados Unidos e no México, delineando o plano. Este foi seu primeiro erro. O que nem Zimmermann, nem mesmo os americanos, sabiam era que os britânicos estavam explorando o limite.

O telegrama foi interceptado e decodificado, mas deixou a inteligência britânica em uma situação complicada. Aqui estavam as evidências necessárias para colocar os Estados Unidos na guerra, mas se tornassem a público os americanos saberiam que os britânicos estavam explorando seu tráfego diplomático e os alemães saberiam que seu código havia sido violado.

Os britânicos tinham um plano. Um agente, conhecido como ‘Sr. H’, subornou um funcionário do telégrafo na Cidade do México para obter uma cópia, que ele sabia que eles teriam. Isso foi mostrado aos americanos, que divulgaram uma reportagem de fachada de que o livro havia sido roubado da Embaixada da Alemanha no México. O alto comando alemão consideraria isso muito mais provável do que seus códigos serem quebrados.

Mesmo nesse estágio final, Zimmermann poderia ter salvado seu plano. A aliança alemã-mexicana proposta era tão improvável que muitos nos Estados Unidos simplesmente se recusaram a acreditar nela. Parecia mais provável que os britânicos tivessem inventado a história para arrastá-los para a guerra. Em 3 de março, no entanto, em um movimento surpreendente, justamente quando até mesmo a imprensa americana estava apoiando a ideia da falsificação, Zimmermann confessou que o telegrama era genuíno. Em 2 de abril, o presidente Wilson pediu ao Congresso que declarasse guerra à Alemanha.


Document Deep Dive: O que o Zimmermann Telegram disse?

Em 17 de janeiro de 1917, os decodificadores britânicos na Sala 40, o escritório de criptoanálise da Inteligência Naval da Grã-Bretanha e # 8217s, interceptaram um telegrama da Alemanha. No início, eles suspeitaram que a mensagem codificada era uma comunicação de rotina. Mas, logo, os criptologistas descobriram que o que seguravam em suas mãos era uma missiva ultrassecreta que mudaria o curso da Primeira Guerra Mundial

Desta História

Vídeo: Decodificando o Museu Nacional de Criptologia

Conteúdo Relacionado

É provável que você tenha estudado o Telegrama Zimmermann em uma aula de história, mas você já viu a mensagem codificada? O ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Arthur Zimmermann, enviou a mensagem diplomática a Heinrich von Eckardt, o embaixador alemão na Cidade do México, instruindo-o a falar com o presidente do México. Ele propôs que as duas nações fizessem uma aliança se o México travasse uma guerra contra os Estados Unidos, distraindo assim os americanos do conflito na Europa, a Alemanha prestaria apoio e ajudaria o México a recuperar o Texas, Novo México e Arizona.

Divulgado ao público pelo presidente Woodrow Wilson, o conteúdo inflamatório da mensagem empurrou os Estados Unidos para a guerra. & # 8220 Nenhuma outra criptoanálise única teve consequências tão enormes, & # 8221 diz David Kahn, autor de Os decifradores, um trabalho seminal sobre criptologia.

Em seu acervo, o Arquivo Nacional guarda o telegrama Zimmermann codificado, recebido por von Eckardt, bem como a tradução para o inglês do telegrama. Clique nas abas amarelas dos documentos, abaixo, para acompanhar a história de como a mensagem foi decifrada.

As notas são baseadas em uma conversa com Kahn e informações transmitidas no livro de Barbara W. Tuchman & # 8217s The Zimmermann Telegram e no Museu Nacional de Criptologia em Fort Meade, Maryland.


O que foi o Zimmermann Telegram? E como isso levou à entrada da América na Primeira Guerra Mundial?

O Zimmermann Telegram foi a peça final que lançou a América na Primeira Guerra Mundial. Mas o que foi o Zimmermann Telegram? E quais foram suas consequências para a Primeira Guerra Mundial e além? Shelli Boyd explica.

Arthur Zimmermann, ministro das Relações Exteriores alemão, de quem o telegrama recebeu o nome.

O que foi o Zimmermann Telegram?

Até 1917, os EUA permaneceram oficialmente neutros na Primeira Guerra Mundial. E embora alguns grupos mais anglófilos estivessem mais inclinados a apoiar a Tríplice Entente da Grã-Bretanha, França e Rússia, muitos americanos queriam que os EUA permanecessem neutros. A posição de neutralidade na Primeira Guerra Mundial foi a plataforma que o então presidente Woodrow Wilson usou para ganhar a reeleição em novembro de 1916, e ele estava determinado a mantê-la. No entanto, vários eventos tornaram difícil para o presidente Wilson permanecer neutro. E houve encorajamento da Tríplice Entente, que queria que os Estados Unidos se juntassem à guerra contra a Tríplice Aliança da Alemanha, Áustria-Hungria e Itália.

O primeiro evento que irritou muitos americanos foi o ataque da Alemanha ao navio britânico RMS Lusitania em 1915. O naufrágio do Lusitania matou 1.198 civis, incluindo 129 americanos. Outros navios também foram atacados por forças alemãs. Ainda assim, o presidente Wilson conseguiu permanecer neutro enquanto a Alemanha concordou em limitar os danos de tais ataques, embora isso não tenha durado. Em janeiro de 1917, a Alemanha decidiu relançar a guerra submarina irrestrita, na esperança de restringir o fornecimento de alimentos à Grã-Bretanha e levando à sua rendição. Os alemães sabiam que isso poderia encorajar a participação americana na guerra e esperavam que pudessem enfraquecer a Grã-Bretanha rápido o suficiente para que qualquer resposta americana chegasse tarde demais. No entanto, o Zimmermann Telegram também desempenhou um papel fundamental na participação dos Estados Unidos.

O que foi o Zimmermann Telegram?

O Zimmermann Telegram foi uma mensagem codificada enviada pelo Ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Arthur Zimmermann, ao Embaixador da Alemanha no México, Heinrich von Eckardt. No telegrama, ele propôs uma aliança entre a Alemanha e o México que poderia ajudar a Alemanha a vencer a guerra e o México a reconquistar territórios anteriormente perdidos para os EUA: os estados americanos do Texas, Novo México e Arizona.

O motivo pelo qual foi enviado foi para desviar a atenção e o apoio americanos da Europa. Ciente de que a América poderia entrar na guerra seguindo a abordagem da guerra irrestrita de submarinos alemães, a Alemanha queria manter a América e seus recursos ocupados por tempo suficiente com uma guerra com o México para que pudesse enfraquecer e derrotar a Grã-Bretanha. O México acabou rejeitando a proposta devido à instabilidade interna e como era muito improvável que derrotaria os EUA em uma guerra.

O Zimmermann Telegram, entretanto, foi interceptado pela Inteligência Britânica. Os decifradores britânicos, principalmente Nigel de Gray, foram capazes de decifrar o código rapidamente. No entanto, os britânicos, preocupados que as informações pudessem expor sua rede de inteligência, incluindo a interceptação de comunicações diplomáticas americanas, a princípio não divulgaram o conteúdo. Depois de ser enviado em 19 de janeiro de 1917, só no final de fevereiro os britânicos tiveram provas suficientes - e uma história sobre como obtiveram as informações - para compartilhar com a embaixada americana em Londres. De lá, foi para Wilson.

Quando a América entrou na Primeira Guerra Mundial?

O presidente Wilson não acreditou realmente no Zimmermann Telegram quando foi informado de seu conteúdo pela primeira vez, mas os britânicos tiveram evidências suficientes para convencê-lo. Depois de Wilson, foi divulgado para a mídia americana e, é claro, gerou indignação entre o público americano.

O Zimmermann Telegram foi eficaz em convencer o presidente Wilson a se juntar à guerra, mas tão importante quanto, foi a peça final que despertou a raiva e o apoio dos cidadãos americanos. Afinal, apenas alguns meses antes o público americano votou em Wilson, que não queria entrar na guerra. Um mês depois que o Telegrama Zimmermann foi revelado, os Estados Unidos não estavam mais interessados ​​em manter sua neutralidade na guerra e entraram oficialmente na Primeira Guerra Mundial em 6 de abril de 1917 ao declarar guerra à Alemanha.

As consequências do Telegrama Zimmermann para além da guerra

Uma consequência importante do Telegrama Zimmermann foi enfurecer os cidadãos americanos e, assim, encorajá-los a se apresentarem como voluntários para a guerra. Paralelamente, tornou o Selective Service Act de maio de 1917 mais aceitável para o público americano. A lei apoiou a necessidade de mais soldados por meio do recrutamento e exigiu que homens com idades entre 21 e 30 anos se registrassem para o serviço militar. Os Estados Unidos conseguiram enviar um grande número de tropas em 1918, o que ajudou muito a Grã-Bretanha e a França depois que a Rússia se retirou da guerra (o que aconteceu formalmente em março de 1918).

O Zimmermann Telegram também teve sérios impactos na política interna dos Estados Unidos. Depois de entrar na guerra, a Lei do Serviço Seletivo levou quase 5 milhões de homens americanos a se alistarem no exército, cerca de 2 milhões como voluntários e quase 3 milhões como parte do recrutamento. As trabalhadoras freqüentemente assumiam os empregos deixados por esses homens. O novo status econômico das mulheres ajudou a apoiar a demanda de dar direito de voto às mulheres.

Para concluir

O Zimmermann Telegram incitou os Estados Unidos a aderir à Primeira Guerra Mundial, mas não foi a única razão pela qual aderiram. Os outros fatores eram que os EUA já estavam sob pressão de aliados para entrar e devido à guerra irrestrita da Alemanha - o Telegrama Zimmermann foi a gota d'água.

O Zimmermann Telegram desempenhou um grande papel na Primeira Guerra Mundial, em termos de como o público americano via a guerra, e a inclusão oportuna das forças dos EUA ajudou as Potências Aliadas a superar o Exército Alemão.

O que você acha do artigo? Deixe-nos saber abaixo.

Este artigo foi trazido a você por Shelli Boyd de CustomEssayMeister serviço de escrita.

Nota do editor: esse link externo não está afiliado de forma alguma a este site. por favor veja o link aqui para obter mais informações sobre links externos.


Zimmerman Telegram: O que era o Zimmerman Telegram e como ele afetou a Primeira Guerra Mundial?

O Zimmerman Telegram foi uma peça importante da decisão dos Estados Unidos de entrar na Primeira Guerra Mundial. Depois de ter permanecido neutro na guerra por quase três anos, vários eventos em 1916 e no início de 1917 ocorreram, levando os Estados Unidos à guerra contra a Alemanha.

A Alemanha já havia se envolvido em uma guerra submarina irrestrita contra os britânicos, onde os alemães declararam que afundariam qualquer navio nas ou perto das águas britânicas sem aviso prévio. Isso incluía não apenas navios britânicos e outros aliados, mas até navios de nações neutras, como os Estados Unidos. Vários casos de submarinos alemães afundando navios civis neutros e navios civis britânicos, como o William P. Frye, um navio mercante americano em 1915, o navio de cruzeiro britânico Lusitania em 1915, e o navio francês Sussex no início de 1916.

Versão codificada do telegrama Zimmerman

Em maio de 1916, a Alemanha concordou em interromper a prática da guerra submarina irrestrita (atacar navios sem aviso) para evitar uma possível entrada americana na guerra. No início de 1917, no entanto, o bloqueio naval britânico da Alemanha (que os Estados Unidos honraram) estava causando severas dificuldades à economia alemã, levando os alemães a renovar seus ataques navais aos britânicos, em uma tentativa de forçar a Grã-Bretanha para pedir a paz.

Ainda temendo o efeito de antagonizar os americanos e sua provável entrada na guerra ao lado da Grã-Bretanha e da França, a Alemanha decidiu fazer uma oferta ao México. A oferta foi enviada ao embaixador alemão no México pelo ministro das Relações Exteriores alemão, Arthur Zimmerman. No chamado Zimmerman Telegram, a Alemanha propôs uma aliança entre a Alemanha e o México no caso de entrada americana na guerra. A Alemanha prometeu ajuda financeira ao México e apoio na guerra mexicana para reconquistar o território perdido na primeira Guerra Mexicano-Americana. O telegrama também pedia ao México que ajudasse a negociar a paz entre a Alemanha e o Japão, a fim de trazer os japoneses também para a guerra contra os Estados Unidos e a Grã-Bretanha.

Versão decodificada do telegrama Zimmerman

Os britânicos interceptaram a mensagem codificada e apresentaram a carta decodificada ao presidente americano Woodrow Wilson em 24 de fevereiro de 1917. O conteúdo do telegrama foi divulgado à imprensa americana em 1o de março, e a reação entre a população americana era previsível. Combined with the resumption of Germany's unrestricted submarine warfare on February 1, 1917, President Wilson asked Congress for a declaration of war on Germany on April 2, 1917 . Congress voted for war, and the U.S. declared war on Germany on April 6, 1917, entering World War One.

Related to the contents of the Zimmerman Telegram are several questions:

Did the Germans admit that the Telegram was genuine? Or did they claim it was "fake news?"

On March 29, 1917, Zimmerman publicly admitted that he did indeed send the telegram to his ambassador in Mexico, defending his action as a logical precaution in the event of American entry into the war. Until his confirmation, many in the U.S. doubted the authenticity of the letter.

Did Mexico consider declaring war on the United States based on the Zimmerman Telegram?

The short answer is NO. Mexico was in the middle of one of the bloodiest civil wars in all of history at the time, and the government of President Carranza knew Mexico could not win against America, especially since Mexico had been unable to effectively prevent American occupation of the port city of Vera Cruz by the U.S. in 1914, and also had been unable to stop the American Army under General John Pershing from entering northern Mexico in 1916 in pursuit of Mexican rebel leader Pancho Villa.

Why was Japan mentioned in the Zimmerman Telegram and what was the Japanese reaction?

Japan had entered the war against Germany on Britain's side in 1914, primarily to gain control of German colonies among islands in the Pacific Ocean and on mainland China. The Zimmerman Telegram instructed the German minister in Mexico to ask the Mexican president to act as an intermediary between Germany and Japan to bring Japan into the theoretical war with the United States. Japan later released a statement that they were not interested.

Below is the transcription of the infamous, and very ill-advised Zimmerman Telegram:

Transcript of Zimmermann Telegram (1917)

(Decoded message text of the Zimmermann Telegram)

FROM 2nd from London # 5747.

"We intend to begin on the first of February unrestricted submarine warfare. We shall endeavor in spite of this to keep the United States of America neutral. In the event of this not succeeding, we make Mexico a proposal or alliance on the following basis: make war together, make peace together, generous financial support and an understanding on our part that Mexico is to reconquer the lost territory in Texas, New Mexico, and Arizona. The settlement in detail is left to you. You will inform the President of the above most secretly as soon as the outbreak of war with the United States of America is certain and add the suggestion that he should, on his own initiative, invite Japan to immediate adherence and at the same time mediate between Japan and ourselves. Please call the President's attention to the fact that the ruthless employment of our submarines now offers the prospect of compelling England in a few months to make peace." Signed, ZIMMERMANN


BIBLIOGRAPHY

Barbara W. Tuchman, The Zimmerman Telegram (1958).

P. Edward Haley, Revolution and Intervention: The Diplomacy of Taft and Wilson with Mexico, 1910–1917 (1970).

Additional Bibliography

Katz, Friedrich. The Secret War in Mexico: Europe, the United States, and the Mexican Revolution. Chicago: University of Chicago Press, 1981.

Suárez Argüello, Ana Rosa. Pragmatismo y principios: La relación conflictiva entre México y Estados Unidos, 1810–1942. Mexico City: Instituto Mora, 1998.

Cite this article
Pick a style below, and copy the text for your bibliography.

"Zimmermann Telegram ." Encyclopedia of Latin American History and Culture. . Encyclopedia.com. 17 Jun. 2021 < https://www.encyclopedia.com > .

"Zimmermann Telegram ." Encyclopedia of Latin American History and Culture. . Retrieved June 17, 2021 from Encyclopedia.com: https://www.encyclopedia.com/humanities/encyclopedias-almanacs-transcripts-and-maps/zimmermann-telegram

Citation styles

Encyclopedia.com gives you the ability to cite reference entries and articles according to common styles from the Modern Language Association (MLA), The Chicago Manual of Style, and the American Psychological Association (APA).

Within the “Cite this article” tool, pick a style to see how all available information looks when formatted according to that style. Then, copy and paste the text into your bibliography or works cited list.


Dilemma for British Naval Intelligence

The proposal, which built on poor US- Mexican relations, was refused. Unbeknown to Germany, British Naval Intelligence had intercepted the telegram and deciphered it. Whilst the British authorities wanted to pass this information to the Americans, to do so would reveal that communications were being intercepted. The Americans would not appreciate the thought that their signals might also be collected. If the Germans then became aware of this and changed their codes, the intelligence advantage would be lost. Only when the Admiralty found a solution to this was the decrypted telegram sent to the Foreign Secretary, Arthur Balfour.

The answer was that there were several copies of the telegram, with slightly different language. By handing over the decoded version sent via the German Embassy in Washington to Mexico, the British Government hoped to hide the fact that the message had been intercepted, so that it would appear that the document had been leaked in Mexico instead.

On 3 February, America broke off diplomatic relations with Germany following the German resumption of unrestricted submarine warfare. Although they did not declare war, the environment was now more receptive to change. On 24 February 1917 Britain released the message to President Wilson. Shortly afterwards reports of the telegram issued in the American press. Some believed that the telegram was Allied propaganda and a fake. The doubt ended when Zimmermann acknowledged authorship. The result was public outcry in the US. On April 2, 1917, Wilson asked Congress to declare war on Germany, stating, ‘The world must be made safe for democracy,’and war was declared on Germany on 6 April. David Kahn, the cryptographic historian, has said that ‘No other single cryptanalysis has had such enormous consequences.’


Zimmermann Telegram - History

Germany’s issuing of the Zimmermann Note (also called the Zimmermann Telegram) during The Great War (WWI) would be among the most disastrous plans in the history of warfare. The United States had maintained a desire to stay remain neutral. However, after a clear and present danger to homeland security was revealed when the telegram was discovered, the United States decided to enter the war. As soon as the U.S. entered the fray, the tide would change and Germany and its allies would head down the path of defeat.

The Contents of the Telegram

On January 16, 1917, Arthur Zimmermann, Germany’s Foreign Secretary, sent a coded message to the German consulate in Mexico. Within the contents of the telegram, the decoded message suggested that Germany form an alliance with Mexico. Germany promised that it would completely fund a Mexican invasion of the United States if the US were to enter into the war against Germany.

Abbreviated versions describing the Zimmermann letter make it seem as if Germany was promoting an arbitrary invasion of the United States, which would be a senseless act. When reviewing the full details of the events surrounding the Zimmermann Telegram, it becomes obvious that Germany’s intention was to bog down the United States on a domestic war. This would make it impossible for the United States from committing its troops to the European theater.

The note was intercepted by Great Britain and the message was decoded. Once the contents of the message were revealed to the public, a U.S. declaration of war was inevitable.

Mexico and the Zimmermann Note

Before delving into more of the history of the Zimmermann Telegram, it is necessary to point out Mexico’s reaction or, more accurately, Mexico’s disinterest. Basically, the Mexican government did not want to go to war. Germany though it could make a tremendous offer: in the event the U.S. lost the war, Germany would ensure Mexico regained its lost territories of Arizona, Texas and New Mexico. Again, Mexico was not interested in any war with America. After the contents of the telegram were revealed, Mexico issued a public denunciation of it.

U-Boat Warfare

Tensions between the U.S. government and Germany were very strained over U-Boat (submarine) warfare that was being conducted on the high seas. On May 7, 1915, a German U-Boat sunk the ship the Lusitania off the coast of Ireland. Roughly 128 Americans were killed. This created major outrage among the American populace and almost changed the public opinion about staying out of any wars in Europe.

There were agreements reached between Germany and the U.S. that Germany would cease unrestricted U-Boat warfare. By 1917, however, Germany was taking the steps to greatly expand U-Boat warfare on the high seas. Such activity would surely have brought the United States into the war. Again, if the U.S. did declare war on Germany due to increased U-Boat warfare, a military conflict with Mexico would force the U.S. to defend its home front.

Woodrow Wilson and a Policy of Non-Intervention

President Woodrow Wilson adhered to the Progressive mantra of non-intervention. This means the foreign policy of the United States would greatly limit its entry into conflicts between other nations. During the early 20th century, the American populace was not interested in foreign wars. However, The Great War had broken out in Europe and was spreading to other parts of the globe. It seemed that the United States might have to be pulled into the war. Wilson resisted entry and ran for and won reelection on the basis that he would keep the U.S. from entering into the war.

When the public learned about the Zimmermann Telegram, the public was outraged. The American people had already experienced numerous major wars since the founding of the nation and were not interested in errantly entering another. However, American people were not going to ignore a provocative action such as the Zimmermann Note.

While Wilson was a proponent of entering World War I, he was certainly not going to ignore Germany’s desire to provoke a war between America and Mexico. Wilson was also not going to tolerate unrestricted U-Boat warfare, which was greatly threatening American interests and lives.

A Declaration of War is Sought

On April 2, 1917, Woodrow Wilson made a War Decree speech to Congress. He made it clear he wished to wage a war to end all wars and save western civilization from destruction. On April 4, 1917, Congress passed a Declaration of War against Germany. Two days later, the Wilson signed the law and the US entered World War I.


Assista o vídeo: Позор года: Кира Ярмыш о блокировке бота Умного голосования в Telegram


Comentários:

  1. Vokinos

    Nele algo está. Agora tudo ficou claro, muito obrigado pela ajuda nesse assunto.

  2. Gardall

    Claro que você é direitos. Neste algo é que eu gosto desse pensamento, concordo completamente com você.

  3. Colman

    Cometer erros. Escreva para mim em PM, fale.

  4. Barhloew

    pode ser o erro aqui?



Escreve uma mensagem