O que é o dia dos patriotas?

O que é o dia dos patriotas?

Para a maioria dos residentes de Massachusetts - e entusiastas de corridas de longa distância - a terceira segunda-feira de abril é a "segunda-feira da maratona". A Maratona de Boston dividiu os holofotes no Bay State com outra celebração nos últimos 120 anos: o Dia dos Patriotas. Então, o que é o Dia dos Patriotas e o que isso tem a ver com a maratona?

Para obter a resposta, vamos viajar de volta à Revolução Americana. Em 19 de abril de 1775, as Batalhas de Lexington e Concord deram início à luta dos colonos pela independência da Grã-Bretanha. Apenas dois meses depois de o Parlamento declarar Massachusetts em estado de rebelião, os bravos residentes da colônia pegaram em armas e lutaram pela independência - o que acabou levando à criação dos Estados Unidos da América.

Em 1894, o governador de Massachusetts, Frederic T. Greenhalge, estava procurando substituir o Dia de Jejum (um então raramente seguido dia de jejum e oração que existia desde o século 17) no calendário estadual sem fazer com que seus constituintes perdessem um dia de trabalho. Greenhalge encontrou inspiração na batalha corajosa do estado pela libertação do domínio britânico, renomeando o feriado de Dia dos Patriotas e mudando-o para 19 de abril. A nova comemoração não só comemoraria as batalhas que marcaram oficialmente a Revolução Americana, mas também o aniversário do Baltimore. motim de 1861 - comumente conhecido como o primeiro derramamento de sangue da Guerra Civil Americana. Três pássaros, uma pedra.

Em 1897, inspirado pelo renascimento da corrida de maratona nos Jogos Olímpicos de verão do ano anterior em Atenas, a Maratona de Boston foi adicionada como parte da celebração do Dia dos Patriotas. Tornou-se uma tradição muito reverenciada do 19 de abril, quase mais do que o feriado original. O Boston Red Sox até se tornou parte do Patriots ’Day, jogando um jogo no Fenway Park às 11h05, permitindo que os fãs assistissem ao final da corrida (uma tradição que começou em 1959). Em 1969, toda a celebração foi mudada para a terceira segunda-feira de abril para criar um fim de semana de três dias.

O feriado só é celebrado oficialmente em dois outros estados, Maine e Wisconsin (embora eles ainda o celebrem em 19 de abril). Os residentes na Flórida também são incentivados a participar, mas não foi designado como feriado oficial do Estado do Sol.


Dia do Patriota ou 11 de setembro de 2021, 2022 e mais

Veja abaixo as datas para (entre outros) o Dia do Patriota ou 11 de setembro de 2021 e o Dia do Patriota ou 11 de setembro de 2022.
Você também pode ver em que dia o feriado cai e quantos dias faltam para esse feriado.

EncontroFeriadoDiaNúmero da semanaDias que faltam
11 de setembro de 2021 Dia do Patriota ou 11 de setembro de 2021 sábado 36 77
11 de setembro de 2022 Dia do Patriota ou 11 de setembro de 2022 Domigo 37 442
11 de setembro de 2023 Dia do Patriota ou 11 de setembro de 2023 Segunda-feira 37 807
11 de setembro de 2024 Dia do Patriota ou 11 de setembro de 2024 quarta-feira 37 1173
11 de setembro de 2025 Dia do Patriota ou 11 de setembro de 2025 quinta-feira 37 1538
11 de setembro de 2026 Dia do Patriota ou 11 de setembro de 2026 sexta-feira 37 1903
11 de setembro de 2027 Dia do Patriota ou 11 de setembro de 2027 sábado 36 2268
11 de setembro de 2028 Dia do Patriota ou 11 de setembro de 2028 Segunda-feira 37 2634
11 de setembro de 2029 Dia do Patriota ou 11 de setembro de 2029 terça 37 2999
11 de setembro de 2030 Dia do Patriota ou 11 de setembro de 2030 quarta-feira 37 3364
11 de setembro de 2031 Dia do Patriota ou 11 de setembro de 2031 quinta-feira 37 3729

A maioria das pessoas lembra exatamente onde estavam e o que estavam fazendo quando souberam que as duas torres do World Trade Center em Nova York e o Pentágono foram atacadas por terroristas usando linhas aéreas comerciais sequestradas e quando o voo 93 da United Airlines caiu na Pensilvânia, um ataque frustrado que matou todos a bordo.

A notícia foi devastadora e passou 24 horas por dia, 7 dias por semana, durante semanas, enquanto o povo americano cambaleava em estado de choque, e Nova York, Virgínia e Pensilvânia começaram os esforços de limpeza e a busca por sobreviventes não havia muitos.

Ao contrário de outros eventos trágicos como este, nos lembramos de tudo pela data: 11 de setembro de 2001.

Como o dia de luto veio a ser

Após os terríveis ataques a civis em nosso país, heróis se reuniram nos locais de acidente de avião para tentar encontrar sobreviventes entre os destroços, incluindo bombeiros, policiais e membros de nossas forças armadas.

Pouco mais de um mês depois, em 25 de outubro de 2001, a Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou um projeto de lei para tornar o 11 de setembro um dia nacional de luto. O Senado votou a favor por unanimidade. Como resultado, o presidente George W. Bush declarou o primeiro Dia do Patriota em 2002.

Como Observar o Dia do Patriota

Embora o Dia do Patriota não seja um feriado federal, as escolas e empresas permanecem abertas, as pessoas ainda tomam medidas para observar o dia de luto.

-Algumas pessoas ficam em silêncio ao mesmo tempo em que o jato atinge a primeira torre do World Trade Center: 8h46, horário de verão do leste.


-Os americanos são incentivados a exibir bandeiras fora de suas casas para expressar seu amor pelo país.

-Alguns nova-iorquinos passam o dia em silêncio e sem habilidade, especialmente aqueles que vivenciaram as consequências ou perderam entes queridos nos ataques.

-A bandeira dos Estados Unidos é hasteada a meio mastro em todo o mundo.

-Os eventos memoriais são realizados em homenagem às 2.977 vítimas que morreram e aqueles que perderam suas vidas durante os esforços de busca e resgate.

- Organizações sem fins lucrativos reúnem oportunidades de voluntariado para projetos especiais em todo o país.

Como você pode observar este dia

Se você está procurando uma maneira única de comemorar o Dia do Patriota, considere fazer pequenas coisas perto de casa para impactar a vida das pessoas ao seu redor.


Envie uma carta de agradecimento ou uma caixa de lanche.

Você pode agradecer aos bombeiros locais por sua bravura diária em face do perigo ao resgatar pessoas de prédios em chamas. Você pode agradecer à unidade local da Guarda Nacional por sua disposição de sacrificar seu tempo para servir regionalmente e, às vezes, no exterior. Você pode agradecer às tropas estacionadas em uma das muitas bases militares da América. Se você conhece um herói dos ataques de 11 de setembro, agradeça a eles também. Receber um bilhete ou uma caixa de lanche vai fazer o seu dia.

Faça algo gentil por outra pessoa .
Passe o dia realizando boas ações e não pedindo nada em troca. Reúna alguns carrinhos de compras extras e coloque-os na devolução do carrinho no supermercado. Pegue o lixo em seu parque local. Ofereça-se para cortar a grama de um vizinho idoso de graça.

Mostre uma bandeira.
Faça uma bandeira americana em seu quintal para mostrar seu patriotismo para que todos vejam. Certifique-se de seguir o Código da Bandeira e ser respeitoso ao observar o dia.

Faça seu próprio momento de silêncio.
Às 8:46 da manhã, horário da costa leste, sente-se quieto, com a TV desligada e o telefone ligado vibrando e reflita sobre por que você é grato por viver nos EUA, lembrando-se daqueles que morreram em 2001.

Doe para uma organização com uma missão importante para você . Pesquise um grupo sem fins lucrativos ou de caridade que você acha que está fazendo um trabalho incrível para o povo americano e faça uma doação em dinheiro a eles para contribuir com seus projetos. Em My Hero Crate, comprometemo-nos a doar uma parte de nossos rendimentos a uma organização sem fins lucrativos com foco em veteranos para cada pacote de assistência militar que vendermos. Se você puder fazer uma doação regular, em vez de anual, considere fazê-lo.

Deixe-nos saber seus planos para o Dia do Patriota

Você está fazendo algo especial em comemoração a este dia importante? Marque-nos no Instagram @myherocrate para nos mostrar como você está prestando homenagem.


O objetivo

O objetivo do dia é agir como uma libertação para os americanos, em que os cidadãos podem expressar tristeza pela perda de milhares de inocentes nas mãos de alguns extremistas. Muitas comunidades, por exemplo, realizam serviços religiosos em memória daqueles que perderam suas vidas, enquanto alguns cidadãos podem visitar memoriais para aqueles que faleceram.

Os cidadãos diretamente afetados pelos ataques terroristas de 11 de setembro podem visitar os túmulos ou também os memoriais. Além disso, muitas celebrações durante o Dia do Patriota envolvem o agradecimento aos militares alistados, enquanto os participantes das celebrações expressam seus agradecimentos pelos homens e mulheres que se esforçam para proteger seu país de ataques semelhantes no futuro. As pessoas também prestam homenagem à polícia e aos bombeiros de todo o país, por causa dos muitos policiais e bombeiros que responderam ao local da tragédia em 11 de setembro.

Este dia deve ser pensado como uma oportunidade para os americanos chorarem pelos perdidos, lembrar e honrar suas vidas. Alguns podem optar por desfrutar de uma refeição em família e celebrar a vida com seus entes queridos, outros participam de um serviço memorial silencioso. Seja qual for o caso, os americanos normalmente podem se consolar com a família e os amigos ao se lembrarem do horror daqueles dias longínquos.


O que é Patriots & # x27 Day? Sua introdução a Boston e # x27s Greatest Holiday

Antes de se tornar o título de um filme menos que ótimo estrelado por Mark Wahlberg, o Dia do Patriota era conhecido principalmente como um dia que captura o espírito de Boston com mais precisão do que qualquer outro dia do ano. Pessoas em Massachusetts acordam cedo na terceira segunda-feira de abril para assistir ao jogo do Boston Red Sox às 11 da manhã, torcem por amigos e familiares que correm na Maratona de Boston e celebram a história de uma das mais antigas grandes cidades da América.

Historicamente, o Dia dos Patriotas marca o aniversário das Batalhas de Lexington e Concord, as primeiras batalhas da Guerra Revolucionária Americana, e é um feriado estadual em Massachusetts, Maine e Wisconsin. A história que está por trás do feriado é um ponto de orgulho para muitos na área de Boston, onde as encenações das batalhas ocorrem anualmente.

"Aqueles de nós que vivem e crescem aqui têm orgulho de que a Revolução Americana começou aqui", disse Gordon Edes, historiador da equipe do Red Sox. "Fale sobre um início orgânico da guerra. Você tinha milicianos vindos de todas as cidades vizinhas vindo para Concord e Lexington alinhando-se e enfrentando o império mais forte do mundo na época, o exército britânico."

Os Red Sox foram programados para jogar no Fenway Park todos os Patriots 'Day desde 1959, com o horário de início às 11 horas começando em 1968. O horário de início antecipado garante que os fãs no jogo de beisebol saiam cedo o suficiente para torcer pela Maratona de Boston corredores. O Fenway Park, localizado a cerca de 1,6 km da linha de chegada da maratona, é um local privilegiado para observar as pessoas correndo.

“Eu mal posso conceber que [os Red Sox] não joguem no Dia do Patriots”, diz Edes. "É um dado adquirido no Patriots ', é tudo sobre assistir beisebol matinal antes de assistir a maratona. Isso é o que torna este feriado tão peculiar na Nova Inglaterra."

No coração do Dia dos Patriotas está a Maratona de Boston, a mais antiga, mais importante e mais icônica maratona da América. Os corredores de elite vêm de todo o mundo com o sonho de vencer a corrida, mas os habitantes locais geralmente ficam mais animados em ver seus amigos e familiares participarem.

“Todo mundo conhece alguém que corre este ano e todos os anos”, diz T.K. Skenderian, o diretor de comunicações da Maratona de Boston. “Desde o envolvimento com a comunidade, passando pelo jovem de sete anos distribuindo laranjas, até o jovem de 70 correr pelo seu melhor tempo, competindo pela conquista de sua faixa etária, todos eles têm um enorme orgulho do evento e da cidade . De muitas maneiras, essa raça não representa apenas as melhores partes de nossa cidade e as pessoas que vivem nela. Ela representa o que há de melhor na humanidade. "

A corrida ganhou peso extra desde os trágicos acontecimentos da maratona de 2013, quando terroristas detonaram duas bombas na linha de chegada, matando três pessoas e ferindo centenas de outras. Em 2014, o número de corredores cresceu de 26.839 para 35.671, o segundo maior total da corrida de todos os tempos, e a corrida agora aceita até 30.000 corredores todos os anos. Os atletas devem cumprir os padrões de tempo correspondentes à idade e sexo em outra maratona para correr em Boston.

Mas, além de assistir os melhores corredores de longa distância do mundo correndo por Boston, os melhores momentos são quando a multidão pega um corredor que está lutando e vê esse corredor avançar e continuar em frente. Ou quando aquele amigo que você conhece tem treinado e arrecadado dinheiro para caridade - a corrida foi responsável por quase $ 31 milhões combinada em 2016 - por quase um ano finalmente chega ao fim.

"É o melhor fim de semana de Boston", diz Skenderian. "As pessoas levam esta corrida muito a sério porque tiveram que correr outra maratona muito rápido para entrar. Oitenta por cento do campo são eliminatórias e 20% são convidados para levantar fundos."

Em sua essência, o Dia do Patriota representa uma homenagem à cidade de Boston, sua história, cultura e povo. Durante um dia por ano, bostonianos de longa data, crianças e estudantes universitários lotam as ruas com um propósito comum: celebrar a cidade em que vivem.

"A Maratona de Boston é muito mais do que uma corrida de 26 milhas", diz Edes. "É um carnaval de rua comunitário. É um feriado bem-vindo, um prenúncio da primavera. São todas essas coisas."

"Não existem muitas tradições que sobrevivam de geração em geração, e esta é uma que sobreviveu."


Eventos do Dia dos Patriotas Virtuais de 2021

A pandemia Covid-19 está impedindo nossas tradicionais comemorações do Dia dos Patriotas, mas uma nova coalizão foi formada para envolver os americanos com o propósito de comemorar os eventos daquele dia.

o 19 de abril História Coalizão é composta por representantes do Minute Man National Historical Park, Arlington Historical Society, Concord Museum, Concord Celebrations Committee, Lexington Historical Society, Lexington Celebrations Committee, Lincoln Historical Society, Minute Man Media Network, Friends of Minute Man National Park, Freedom's Way National Heritage Area e Revolution 250. Usando essas parcerias, o 19 de abril História Coalizão busca contar a história dos eventos de 18 e 19 de abril, quando 700 soldados do Exército Britânico marcharam para Lexington & Concord em busca de armas e munições escondidas e foram forçosamente combatidos por membros da milícia de Massachusetts e conduzidos de volta a Boston.

A coalizão usará uma programação digital inovadora para conectar as pessoas de hoje com os eventos de 18 e 19 de abril de 1775, bem como com a vida das pessoas que foram participantes e testemunhas dos eventos ao longo, o que viria a ser conhecido como “Battle Road.” Entre os programas planejados estão Nosso Passado TangívelO Revolução em tempo real, que usará a hashtag #RevolutioninRealTime nas redes sociais para ajudar a mostrar como os eventos daqueles dias se desenrolaram em tempo cronológico e Vozes de 1775, no qual Voluntários, Reencenadores, Equipes do Parque Nacional e do Museu vão retratar os homens e mulheres que foram testemunhas deste momento que mudou o mundo.

Acompanhe toda a ação no Facebook e Twitter com as hashtags #VirtualPatriotsDay e #RevolutioninRealTime.Uma programação completa dos programas pode ser encontrada em www.Revolution250.org.

19 de abril de 1775: Nosso passado tangível

Novos vídeos com estreia diária, sábado, 10 de abril - sexta-feira, 16 de abril
7:00 da manhã.

Cada vídeo desta série apresentará incríveis objetos de museu relacionados aos eventos de 19 de abril, alguns que não são vistos pelo público há séculos, e conecta esses objetos a histórias e lugares reais que você pode visitar!

The Minute Men: Neighbours in Arms

Sábado, 17 de abril
10h00 (YouTube, Facebook, Twitter)

Embora mais famosos por seu papel nos eventos de 19 de abril de 1775, os minúsculos homens e milícias de Massachusetts faziam parte de uma longa tradição que remonta aos primeiros dias da colônia! Neste vídeo, com novas imagens de reconstituição, assista a reconstituições coloniais enquanto demonstram como esses soldados cidadãos de 1775 se prepararam para o conflito que se aproximava. Longe de ser um bando de fazendeiros “maltrapilhos”, veja o minuto em que os homens foram armados e equipados e como eles treinaram.

A Infantaria Ligeira Britânica

Sábado, 17 de abril
13:00. (YouTube, Facebook, Twitter)

Em 19 de abril de 1775, os soldados britânicos abriram caminho a quase 20 milhas de Concord de volta a Boston por meio de enxames de reforços rebeldes. A imagem popular dessa luta é a de milicianos escondidos matando soldados britânicos à vontade que permaneceram a céu aberto e eram alvos fáceis. O soldado britânico estava realmente tão mal adaptado a esse estilo “irregular” de guerra? Neste vídeo, aprenda sobre a adoção no exército de soldados especialmente treinados e equipados, chamados de “infantaria leve”. Assista a um grupo de reencenadores britânicos enquanto eles demonstram táticas reais de infantaria leve do período e descubra como foi realmente a luta na Estrada de Batalha de 19 de abril!

Pego na tempestade de guerra: histórias de civis de 19 de abril de 1775

Sábado, 17 de abril
3:00 da tarde. (YouTube, Facebook, Twitter)

Neste vídeo, Park Ranger Jim Hollister fala com o historiador, blogueiro e autor Alexander Cain (Historical Nerdery) sobre os vários relatos de evacuações de civis e consequências enquanto os combates ocorriam ao longo da Estrada de Batalha.

The Patriot Vigil

Domingo, 18 de abril
19:30 (Facebook, YouTube, Twitter)

A Vigília do Patriota é um tributo à luz de velas comovente no campo de batalha de North Bridge, dedicado àqueles que perderam suas vidas em 19 de abril de 1775. A cerimônia será pré-gravada, mas nós convidamos você a participar virtualmente em 18 de abril, colocando uma vela ou vela lanterna em sua janela, fotografe e poste no Facebook, Twitter ou Instagram com #PatriotVigil

Revolução em tempo real

22:00. 18 de abril - 19h00 19 de abril
Siga a hashtag #RevolutionInRealTime no Facebook e no Twitter para acompanhar os acontecimentos históricos de 18 e 19 de abril de 1775 como ocorreram há 246 anos! O Revolution in Real Time contará com atualizações regulares, começando por volta das 22h do dia 18 de abril e indo durante a noite e todo o dia seguinte, 19 de abril.

Vozes de 1775

Domingo, 18 de abril - segunda-feira, 19 de abril
Os vídeos vão estrear ao longo do dia. (YouTube, Facebook, Twitter)

Reencenadores voluntários, equipes de parques e museus retratam homens e mulheres reais que viveram em 1775 e viveram os eventos de 19 de abril. As performances são tiradas das palavras reais escritas por essas pessoas para fornecer a você uma janela de como foi realmente vivenciar o início da Revolução Americana - de uma variedade de perspectivas! Siga # Voicesof1775


Por que Boston realiza uma maratona no Dia do Patriota?

A Maratona de Boston não é apenas um evento atlético, uma celebração da república democrática da América.

Na terceira segunda-feira de abril de cada ano, o povo de Massachusetts celebra o Dia dos Patriotas com a corrida da Maratona de Boston. Pode parecer incongruente marcar o aniversário da Revolução Americana com uma enorme corrida de rua. Mas a Maratona de Boston é na verdade uma personificação quase perfeita do significado do Dia dos Patriotas.

Maratona. Muito antes de a palavra significar uma corrida de rua, ela evocou uma grande batalha da antiguidade, um exército ateniense em menor número, rechaçando o poder do império da Pérsia. Para as gerações fundadoras da América, não foi um mero triunfo militar, mas uma vitória fundamental. Eles viram em Atenas o nascimento da liberdade e, em seu triunfo, a defesa do governo republicano. Os oradores americanos frequentemente invocavam a memória de Maratona, ligando os cidadãos-soldados de Atenas aos milicianos que se reuniam em Lexington e Concord, enfrentando um império em defesa da liberdade republicana.

O Dia dos Patriotas é um feriado de safra muito mais recente do que os eventos que comemora. Até 1894, os residentes de Massachusetts celebravam o Dia do Jejum, uma ocasião piedosa de reflexão e oração. No final do século XIX, porém, o Dia do Jejum era "mais honrado na violação do que na observância". O feriado do início da primavera veio, em vez disso, para marcar a abertura da temporada para esportes de campo e jogos com bola. Ansioso para encerrar a farsa, mas cuidadoso para não eliminar um dia de folga estimado, o governador Frederic Greenhalge propôs mudar as festividades para 19 de abril e renomear a ocasião como Dia dos Patriotas. O novo feriado marcaria as batalhas de Lexington e Concord, bem como o primeiro derramamento de sangue da Guerra Civil, como "o aniversário do nascimento da liberdade e da união".

Quando os Jogos Olímpicos foram revividos em Atenas em 1896, eles incluíram uma corrida a pé, recriando a corrida lendária de Pheidippides de Maratona a Atenas com a notícia da vitória. Então, quando a Boston Athletic Association anunciou em 1897 sua intenção de realizar sua própria corrida "no padrão dos jogos de Atenas", parecia um ajuste perfeito para o novo feriado do Dia dos Patriotas. A corrida consistia em traçar a rota da batalha, de Concord de volta a Lexington e depois a Boston, com os corredores seguindo o caminho dos patriotas incitados à ação no campo. O problema era que Concord fica a menos de trinta quilômetros de Boston. A praticidade prevaleceu. Em vez disso, os organizadores seguiram as pistas de Boston e Albany quarenta quilômetros a noroeste do término da corrida e estabeleceram a linha de partida em Ashland.

Os corredores daquela corrida de 1897, quinze jovens amadores, tinham pouca semelhança exterior com os minutemen cuja jornada eles refizeram simbolicamente. Mas ao lado de cada corredor cavalgava um miliciano uniformizado, fornecendo limões, água e lenços molhados, enquanto ele seguia os caminhos usados ​​mais de um século antes pela milícia convergindo para Boston.

Antes do raiar do dia em 19 de abril de 1775, Paul Revere cavalgou 21 quilômetros até Lexington em pouco menos de duas horas, levando o campo às armas. William Dawes, viajando por uma rota diferente, percorreu 27 milhas em cerca de três horas. Mas em 19 de abril de 1897, J.J. McDermott correu mais e mais rápido do que o cavalo de qualquer um deles. Mais rápido, na verdade, do que qualquer maratonista antes. Ele terminou a corrida em apenas 2 horas, 55 minutos e 10 segundos, e foi levado para fora do percurso nos ombros da multidão que aplaudia.

Nos anos que se seguiram, a corrida em si cresceu até parecer ofuscar os eventos que homenageou. "Esta manhã, antes de os corredores da maratona recomeçarem a viagem", editorializou o Boston Globe em 1912, ". Cabe a cada filho de nossa mãe refletir por alguns momentos, pelo menos, sobre os eventos que produziram o feriado que celebramos."

Mas a Maratona de Boston não distrai dos eventos que comemora. Em vez disso, passou a incorporar nossa longa marcha em direção a uma maior liberdade. A vitória ateniense que o inspirou primeiro preservou a liberdade, mas apenas para uma elite privilegiada. As batalhas em Lexington e Concord que homenageia deram origem a uma nova república, mas uma marcada pela escravidão. A Guerra Civil que comemora transformou escravos em cidadãos, mas para as mulheres, a igualdade permaneceu ilusória. Como os corredores navegando pelas colinas do percurso da corrida, fizemos um progresso irregular e nosso ritmo às vezes vacilou. Não devemos estar tão consumidos pela tarefa em mãos, no entanto, a ponto de deixarmos de olhar para trás, para a linha de partida e reconhecer o quão longe chegamos.

Na manhã de segunda-feira, 23.336 corredores se alinharam em Hopkinton. Eles vieram de 92 países e de todos os estados da união. Alguns correram para arrecadar fundos para 35 instituições de caridade oficiais ou para inúmeras outras causas. Outros, para se medirem ou para empurrar seus próprios limites. Eles correram em cadeiras de rodas e em bicicletas de mão e sobre os próprios pés. Eles representavam não a semente da liberdade defendida em Marathon, Lexington ou Baltimore, mas o fruto que ela acabou gerando. Homens e mulheres, de todas as raças e credos, vindos dos quatro cantos da terra e formados em uma grande multidão democrática de indivíduos.

E mesmo que eles não se pareçam em nada com a milícia que marchou sobre Boston, mesmo que nunca lhes dêem um momento para pensar, eles ainda preservam seu espírito determinado e desafiador. Bill Iffrig, que correu ontem, pode nunca ter ouvido falar de Samuel Whittemore, o homem mais velho a pegar seu mosquete e marchar ao som das armas em 1775. Ele pode não saber que Whittemore, de 78 anos, foi baleado no rosto , baioneta meia dúzia de vezes e partiu para morrer, muito menos que se recuperou, vivendo para "ver seu país gozar de todos os benefícios da independência e da paz". Mas Iffrig, também de 78 anos, foi derrubado pela explosão de uma bomba ontem. "Depois de correr 26 milhas", disse ele, "você não vai parar por aí." Então ele se recompôs e cruzou a linha de chegada.

Hoje, as pessoas em toda a cidade de Boston estão se recompondo e seguindo em frente com suas vidas. A grande verdade celebrada no Dia do Patriota é que as sociedades livres são inerentemente mais fortes e resistentes do que aqueles que as atacam. Apesar de suas falhas, eles extraem sua força de seu compromisso de seguir em frente, um doloroso passo de cada vez, na direção de um futuro mais perfeito. Não há símbolo mais adequado para essa lição antiga do que uma maratona.


O que é o dia dos patriotas? - HISTÓRIA

Dia dos Patriotas: A história esquecida do Dia dos Patriotas da América e o que ele comemora

Por Sam Jacobs
postado na web em 20 de abril de 2020

Embora não seja muito comemorado fora da Nova Inglaterra, o Dia dos Patriotas (ou o Dia do Patriota & rsquos & rdquo se você mora no Maine) é um grande negócio lá, principalmente no estado onde as Batalhas de Lexington e Concord realmente aconteceram - Massachusetts. Para qualquer um lendo isto da Nova Inglaterra que não esteja ciente: Não, você deve não ter folga na terceira segunda-feira de abril para que possa ficar em casa e assistir à Maratona de Boston.

Mesmo antes de a Declaração da Independência ser escrita, houve as Batalhas de Lexington e Concord - o verdadeiro início da Revolução Americana. Para ter certeza, isso é algo que já vinha fermentando há algum tempo. Houve o Massacre de Boston, a Festa do Chá de Boston e os Atos Intoleráveis. Mas as Batalhas de Lexington e Concord marcaram os primeiros tiros disparados entre patriotas e conservadores, dando início ao que acabaria por levar à independência das colônias americanas do Império Britânico.

Embora as batalhas tenham começado como uma pequena escaramuça, rapidamente se tornaram uma luta genuína - e uma ponte da qual os rebeldes americanos não podiam voltar.

Aumentando as tensões na colônia da Baía de Massachusetts

Na época das batalhas, as tropas de ocupação britânicas já haviam ganhado o apelido de & ldquoredcoats & rdquo ou mesmo & ldquodevils & rdquo, dependendo de com quem você falou. Eles ocupavam Boston desde 1768 e, devido ao aquartelamento forçado, bem como ao aumento da resistência por parte dos colonos, as tensões entre os nativos e o exército de ocupação só cresciam com o tempo.

Boston estava até certo ponto sob o controle do general Thomas Gage, governador militar de Massachusetts e comandante de uma guarnição de cerca de 3.000 soldados britânicos estacionados na cidade. No entanto, fora da cidade era um problema totalmente diferente. Na verdade, era fora da cidade que o sentimento rebelde predominava. Embora seja freqüentemente dito que um terço dos colonos eram conservadores, outro terço patriotas e outro terço apáticos, os patriotas detinham a esmagadora maioria do apoio entre os colonos de Massachusetts fora de Boston.

Gage planejava exercer o controle central sobre as partes mais rurais da Colônia da Baía de Massachusetts, usando pequenos ataques para confiscar os suprimentos das milícias Patriot. Ele teve algum sucesso ao fazer isso antes das Batalhas de Lexington e Concord, no que era conhecido como Alarmes de Pólvora.

Ainda assim, devido à ameaça de ataques aos índios, todas as cidades de Massachusetts foram obrigadas a ter uma milícia. E essas milícias precisavam de suprimentos. Desarmar todos eles parecia improvável, na melhor das hipóteses.

Confiscando as armas coloniais

Em 14 de abril de 1775, veio a ordem da autoridade central de Londres para que o general Gage confiscasse as armas coloniais. Na manhã de 18 de abril, Gage enviou uma patrulha montada de 20 homens para interceptar mensageiros e, talvez o mais importante, para encontrar Samuel Adams e John Hancock. Foi a busca dos dois últimos homens que alertou os colonos de que algo maior estava acontecendo. Isso colocou os residentes da área em estado de alerta maior do que estariam de outra forma.

O tenente-coronel Francis Smith recebeu ordens de ir aliviar a milícia Concord de suas armas e pólvora, mas não perturbar os habitantes locais ou suas propriedades. Ele não deu ordens para prender os líderes rebeldes por medo de que isso pudesse desencadear uma grande revolta.

Os Patriotas foram amplamente alertados tanto para o plano geral (remover suas armas e pólvora) quanto para o plano específico (ir atrás da milícia Concord), e o Congresso Provincial de Massachusetts ordenou que as milícias resistissem às tropas britânicas com força.

Em 18 de abril, em preparação para a chegada das tropas britânicas, Paul Revere fez seu famoso & ldquomidnight ride & rdquo para alertar os colonos da área que & ldquothe britânicos estão chegando. & Rdquo De fato, os coloniais haviam interceptado a transmissão de Londres e sabiam naquele dia 19 de abril seria o dia da invasão, antes mesmo do General Gage saber. As luzes principais da rebelião deixaram a cidade de Boston e se esconderam para evitar uma prisão.

O mito americano em torno dos Minutemen é tão poderoso quanto o que envolve o cowboy. Portanto, é apropriado que os Minutemen tenham nascido durante a batalha que deu início à luta pela independência americana.

Embora seja verdade que os Minutemen existiam antes dessas batalhas, foi durante Lexington e Concord que eles realmente se destacaram como uma força importante. De fato, em resposta à cavalgada & ldquomidnight, & rdquo milicianos foram organizados até 25 milhas de distância, enquanto as tropas britânicas ainda estavam pousando.

Lexington foi mais uma escaramuça menor do que qualquer coisa. As tropas britânicas nem deviam estar lá. O tenente da Marinha britânica Jesse Adai decidiu virar à direita em vez de à esquerda, colocando-o em Lexington em vez de Concord.

Ao se encontrar com os rebeldes, um oficial britânico desconhecido cavalgou à frente das tropas britânicas, acenou com sua espada e ordenou que a milícia se dispersasse, gritando & quot Abaixe suas armas, seus rebeldes malditos! & Rdquo Por sua vez, o capitão da milícia ordenou seus homens se dispersassem, mas suas ordens não foram ouvidas ou não foram obedecidas. Em qualquer caso, embora alguns dos homens decidiram se dispersar, nenhum deles largou as armas. Os dois oficiais comandantes ordenaram que seus homens não atirassem, mas alguém o fez.

Ninguém sabe ao certo quem atirou primeiro. Na verdade, a maioria das fontes históricas concorda que era alguém que não estava envolvido na luta. Apenas uma tropa britânica sofreu ferimentos leves. No entanto, oito patriotas foram mortos e 10 feridos em Lexington. A maioria deles ocorreu durante uma carga de baioneta britânica.

Em Concord, milicianos de Concord e do vizinho Lincoln já estavam se reunindo. As tensões aumentaram entre um avanço da milícia Patriot e uma força britânica em retirada na Ponte Norte. Um tiroteio estourou, levando o comandante da milícia, Major Buttrick, a gritar: "Fogo, pelo amor de Deus, colegas soldados, fogo!"

Fogo eles fizeram. Os regulares britânicos logo foram superados em número e manobrados. Foi uma vitória estratégica impressionante para as forças patriotas americanas.

A reação às batalhas

É muito provável que nenhum dos colonos esperava vencer essa batalha, muito menos vencê-la com a mesma facilidade com que o fizeram. Most probably didn&rsquot even think there would be a confrontation where each side was shooting to kill. However, the early stages of the American revolution are filled with examples of the colonists being surprised as they walked further and further out onto the ledge of independence.

All told, 15,000 militiamen showed up to encircle Boston on three sides and to keep the British regulars hemmed inside the city where they could only do negligible damage. Men were pouring into the region from Rhode Island, Connecticut, and New Hampshire, forming the core of what was about to become the Continental Army.

General Gage did not declare martial law, but instead continued his move to seize private weapons by other means.

The main reason the battle was a strategic failure for the British is because it baited them into exactly the kind of confrontation they were trying to avoid by confiscating arms from the colonial militias. The battle was largely seen as the moment when the rebels crossed the metaphorical Rubicon and could not go back to the status quo antebellum.

For what it&rsquos worth, the Patriots very heavily relied upon propaganda to paint this battle in a positive light. Inconvenient facts were suppressed and more positive aspects of the Patriots&rsquo role in the battle were played up to give the colonists a battle they could believe in.

Over the years, the battle began to take on an almost mythic quality. Ralph Waldo Emerson&rsquos poem "Concord Hymn" was one of the earliest post-Revolutionary attempts at lionizing the battle. "Paul Revere's Ride" by Henry Wadsworth Longfellow was memorized by generations of schoolchildren.

Four Massachusetts National Guard units can directly tie their lineage to this battle.

The Beginnings of Patriots&rsquo Day

In 1894, the Lexington Historical Society petitioned the Massachusetts General Court to declare April 19th &ldquoLexington Day.&rdquo Concord wasn&rsquot willing to let this stand and counter-petitioned that it be declared (what else?) &ldquoConcord Day.&rdquo

They were both at a bit of a loss when they found out that the biggest battle fought on April 19th was actually in Menotomy, which is now known as Arlington. It has been speculated that one of the reasons the much larger battle is less remembered than the two smaller ones is because the name of the town has changed several times since the American Revolution.

As a compromise designed to keep everyone happy, Governor Frederic T. Greenhalge proclaimed the day &ldquoPatriots&rsquo Day,&rdquo which replaced the previous Fast Day. The new state holiday served to consolidate what had previously been a variety of local observances throughout the state. It further commemorated the first blood of the Civil War during the Baltimore Riots of 1861, where four Massachusetts militia members were killed.

Maine became the second state to celebrate the holiday in 1907, likewise replacing what had formerly been Fast Day. New Hampshire became the third state in 1991, with Connecticut joining as the fourth in 2018. It is currently celebrated on the third Monday in April.

Because Bay Staters love their sports, the Boston Marathon takes place on Patriot&rsquos Day, and the Boston Red Sox have been scheduled for home games every year since 1959. In 2013, they played despite the bombing of the Boston Marathon.

Those who do not live in Massachusetts or New England frequently confuse or conflate the holiday with Bunker Hill Day or Evacuation Day. The former of these celebrates an unrelated battle in June, and the latter commemorates the British evacuation from the city of Boston after the successful siege by the nascent Continental Army. Evacuation Day, for its part, is often confused with St. Patrick&rsquos Day because it is commemorated on the same day.

All of these (except St. Patrick&rsquos Day, of course) are part of a family of holidays known as Minor Revolutionary Holidays. But Patriot&rsquos Day is arguably the most important of them for three reasons. First, it celebrates the very beginning of our nation. Before the Battles of Lexington and Concord, we were nothing more than a bunch of colonies with a few radical rebels. After the battles, we became a nation in the making.

The other reason largely flows from the first: While there are only a handful of New England states that celebrate Patriot&rsquos Day, it is recognized in Wisconsin as a day off for the public schools. The State of Florida urges people to celebrate it without it being an official holiday. People around the country have at least heard of Patriot&rsquos Day in a way that they haven&rsquot, for example, Bennington Battle Day.

Finally, the Battles of Lexington and Concord are arguably where the Second Amendment&rsquos right to keep and bear arms was born. It was the attempt by the redcoats to seize their arms that demonstrated just how important this right was to the colonials. The Battles of Lexington and Concord were the Patriots putting their lives on the line to defend that right.

So, on April 19 (or the third Monday of April, whichever you like), go ahead and remember Patriot&rsquos Day – why it&rsquos celebrated and what it is intended to remember. Even if you&rsquore not in New England, it&rsquos important to remember the origins of our nation in a small battle outside of Boston.


Patriot's Day: 5 things you should know

Actors depicting British troops prepare to charge a line of Colonial Revolutionary War militiamen on April 15, 2013, during the annual Patriot's Day performance of the 1775 Battle of Lexington on the town green in Lexington, Mass. (Photo: Ann Ringwood, AP)

Monday is Patriot's Day, commemorating the Battles of Lexington and Concord, and the start of the American Revolution. USA TODAY Network explains what the holiday is all about.

1. What's the significance of the day?

The American Revolution would prove to be a defining event in world history, and April 19, 1775, was "unquestionably the day it all began," said David Wood, curator of the Concord Museum, in an interview with USA TODAY Network.

The holiday is celebrated on the third Monday of April, despite the date.

2. What actually happened on this day?

On the night of April 18, 1775, about 700 British troops stationed in Boston set out for Concord, Mass., approximately a 20-mile march, to seize military supplies. It was rumored the stockpiles in town could arm 15,000 colonists, Wood said.

Early in the morning on April 19, on the way to Concord, the soldiers encountered colonial militiamen in Lexington and fired upon them, killing eight. The British troops "actually gave a cheer and moved on to Concord," Wood said.

In Concord, the first shots fired by the colonists against the British occurred on North Bridge. The phrase "shot heard 'round the world" — a line from Ralph Waldo Emerson's 1837 poem, Hino da Concórdia — refers to the gunfire exchanged in that town.

The British retreated back to Boston and were "on the road for 15 hours and under fire almost continually," Wood said.

An actor portraying a British officer prods an actor portraying a fallen member of the colonial militia during the annual Patriot's Day reenactment in Lexington, Mass. This photo was taken in 2006. (Photo: Josh Reynolds, AP)

3. Who were the Minutemen?

In colonial times, all able-bodied men ages 16-60 had to keep a gun and serve in a part-time citizen army called the militia.

About a quarter of the militia were formed into "minute companies," volunteers who were first responders, said Lou Sideris, spokesman for the Minute Man National Historical Park in Concord.

A commonly held myth is the Minutemen consisted of "ragtag farmers who happened to pick up guns and face the greatest army on Earth," Sideris said.

In reality, they were trained more frequently than the general militia and could be deployed "at a minute's warning," according to the park's website. Their "bag was always packed and gun always ready," Sideris said.

When the British marched to Concord, the Minutemen and militiamen of Lexington and Concord came to the call, as did militias from more than 50 other communities, Wood said.

4. Who was Paul Revere?

Revere was a Boston silversmith who warned the Lexington Minutemen of the approaching British troops. He is memorialized in Henry Wadsworth Longfellow's poem Paul Revere's Ride, with the famous line, "One if by land, and two if by sea."

Revere did not act alone and was part of a highly organized alert system consisting of signals, including with lanterns, and word of mouth.

The alerts were so effective that by the time the British reached Charlestown outside of Boston, 5,000 to 7,000 militia members had surrounded them, Wood said.

"That really speaks of commitment, the organization, the deliberation. This was not an accident," Wood said.

5. How do people celebrate Patriot's Day today?

Patriot's Day will take on added significance this year with the running of the Boston Marathon a year after the bombings that killed three people and injured more than 250. The marathon is always held on Patriot's Day.

Historical re-enactments occur every year on April 19 at Minute Man National Historical Park. And parades are held in Lexington, Concord and other towns.

Patriot's Day is a public holiday in Massachusetts and Maine, which was part of the Massachusetts Bay Colony.

"July 4 is the nation's celebration, but Patriot's Day really belongs to this area," Wood said.


What Is The Purpose Of Patriot Day

Patriot Day is celebrated every year on September 11th to mark the anniversary when the US came under terrorist attacks. The most famous city of the world New York City was brought under severe terrorist attack by Osama Bin Laden. Different places in the United States were attacked using the same modus operandi.

Terrorists flew commercial airplanes into one of New York City&rsquos most prominent building, the World Trade Center. The tallest building in the city&rsquos skyscape was brought down to ashes by a plane that ran straight into it. Thousands of people lost their lives that day. The same kind of incident took place at the Pentagon, which is a high security military building. Another plane went down in Pennsylvania after the crew and passengers overtook the hijackers. This plane was either meant for the White House or the Capital. There were no survivors from any of the planes that were hijacked. Many people died because of these terrorist attacks, and Osama bin Laden was held responsible for them.

President George W. Bush was instrumental in declaring September 11th as Patriot Day. He directed the people of America to display the American flag at half mast as a mark of respect to the people who died in the terrorist attacks. People also take some time out on that day and observe a moment of silence exactly at 8:46 am Eastern Standard Time in mark of respect. However, Patriot Day is not a holiday. Schools and businesses function normally.

On Patriot Day the lives that were lost are commemorated and also warriors like fire fighters, army, animals that were involved in the rescue operations are remembered and honored. Several people further lost their lives in the rescue operations. Even the Americans that survived this massive tragedy and lived to tell their tales are honored on this day because it is an American attitude to spring back to normal life even after such a severe tragedy. It takes bravery and courage to face life after an attack like 9/11. It shows solidarity and unity amongst the people irrespective of race, ethnicity or social status.

Patriot day was mainly brought into effect because the courage and bravery that the American people displayed on that day has to be fostered. People should not lose their heart because of the event that took place but they should become stronger and be prepared to face such events. Terrorism is a huge thing and it can strike any nation. However, nations should show courage by being strong and patriotic. That is why Patriot Day is given a lot of importance, and people make sure they express their patriotism in one way or the other on this particular day.

Patriot Day is celebrated on September 11th and this day was mainly dedicated to the people who lost their lives in the 9/11 tragedy. The law was signed by President George W. Bush and was brought into effect on December 18th, 2001. People all over the United States celebrate Patriot Day differently and especially people who have lost their loved ones in these attacks attach a lot of prominence to this day. Mais..


Assista o vídeo: Día de patriotas - Teaser tráiler en español HD