Inglês de dez minutos e história britânica # 08-1066 e a conquista normanda

Inglês de dez minutos e história britânica # 08-1066 e a conquista normanda

>

Twitter: https://twitter.com/Tenminhistory
Patreon: https://www.patreon.com/user?u=4973164

Este episódio cobre o reinado de Eduardo, o Confessor, incluindo sua nobreza problemática e ligações estreitas com a Normandia. O evento principal é, claro, 1066 e a Conquista Normanda, incluindo a tentativa de Harold Hardrada e os noruegueses que foram derrotados na Batalha de Stamford Bridge. O resto do episódio é dedicado ao reinado de William e às grandes mudanças que ocorreram depois.

Livros recomendados:

Ten Minute English and British History é uma série de documentários narrativos animados curtos de dez minutos que são projetados como revisões de revisão ou simples introduções a um tópico. Observe que eles não pretendem ser abrangentes e há muitas coisas que eu não poderia incluir nos episódios que eu gostaria. Obrigado por assistir, no entanto, é sempre apreciado.


Baixe Agora!

Nós facilitamos para você encontrar um PDF Ebooks sem qualquer escavação. E tendo acesso aos nossos e-books online ou armazenando-os em seu computador, você tem respostas convenientes com Allabout1066 1066 The Norman Conquest School Site. Para começar a encontrar Allabout1066 1066 The Norman Conquest School Site, você está certo em encontrar nosso site, que tem uma coleção abrangente de manuais listados.
Nossa biblioteca é a maior delas, com literalmente centenas de milhares de produtos diferentes representados.

Finalmente recebo este e-book, obrigado por todos esses Allabout1066 1066 The Norman Conquest School Site que posso obter agora!

Eu não pensei que isso iria funcionar, meu melhor amigo me mostrou este site, e funciona! Eu recebo meu e-book mais procurado

wtf este grande ebook de graça ?!

Meus amigos estão tão bravos que não sabem como eu tenho todos os e-books de alta qualidade, o que eles não sabem!

É muito fácil obter e-books de qualidade)

tantos sites falsos. este é o primeiro que funcionou! Muito Obrigado

wtffff eu não entendo isso!

Basta selecionar seu clique e, em seguida, o botão de download e preencher uma oferta para iniciar o download do e-book. Se houver uma pesquisa que leve apenas 5 minutos, tente qualquer pesquisa que funcione para você.


Tudo começou com a morte de Eduardo, o Confessor, em janeiro de 1066. A tapeçaria de Bayeux retrata Eduardo em seu leito de morte, oferecendo a coroa inglesa a Haroldo, e esse evento se reflete na maioria das crônicas da época.

O cadáver de Eduardo foi finalmente levado em estado para sua própria igreja catedral em Westminster, e a tapeçaria mostra Harold lá, sendo oferecida a coroa pelos magnatas da Inglaterra, entre os quais devem ter estado Eduíno e Mórcar.

Harold foi coroado na Abadia de Westminster pelo Arcebispo Stigand de Canterbury e pelo Arcebispo Ealdred de York. É significativo que apenas o primeiro seja retratado (e realmente nomeado) na tapeçaria de Bayeux, já que sua nomeação nunca foi reconhecida pelo Papa, permitindo que a máquina de propaganda normanda retratasse a coroação de Harold como ilegal.

Na tapeçaria, os membros da congregação mostrados como testemunhas do evento estão de frente para Harold, mas seus olhos estão voltados para o cometa de Halley, que é retratado no céu como um presságio da desgraça que está por vir. Harold é visto recebendo notícias do Cometa com medo em seus olhos.

Esses maus presságios para Haroldo foram importantes para Guilherme da Normandia, que estava decidido a reivindicar a coroa inglesa para si - presságios tão importantes quanto a "promessa" de 1051 e o "juramento" de 1064. Isso porque, apesar de sua preeminência posição, ele exigia a cooperação ativa de seus nobres para a grande aventura que estava planejando - a aventura de invadir a Inglaterra e se tornar o rei inglês.

William não podia apenas exigir o apoio de seus nobres, ele tinha que convencê-los de seu caso. Ele precisava mostrar a seus seguidores que sua reivindicação era legítima e que ele tinha Deus ao seu lado. Então, quando ele decidiu pela invasão, ele tomou medidas elaboradas para garantir que tivesse um forte apoio, e até enviou um enviado ao Papa pedindo sua bênção.

William não se moveu imediatamente. Ele só começou os planos para uma invasão depois que Tostig chegou à vizinha Flandres, em busca de apoio contra Harold em uma invasão projetada da Nortúmbria. Esta era a alavanca de que William precisava: com Harold ocupado no norte, William poderia invadir no sul. Quer ele pensasse ou não que Deus estava do seu lado, os preparativos de William foram muito simples.


Outros produtos da livraria Waterstones de que você pode desfrutar:

The Normans: Classic Histories Series
Os normandos foram um fenômeno de vida relativamente curta. Eles surgiram no início do século X, mas desapareceram do mapa em meados do século XIII. Ainda assim, naquela época, eles conquistaram a Inglaterra, a Irlanda, grande parte do País de Gales e partes da Escócia. Eles também fundaram um novo reino mediterrâneo no sul da Itália e na Sicília, bem como um estado cruzado na Terra Santa e um posto avançado no norte da África. Além disso, eles tinham uma capacidade extraordinária de se adaptar conforme o tempo e o lugar ditavam, de invasores nórdicos a cruzados francos, de senhores bizantinos a monarcas feudais. Com base em evidências arqueológicas e históricas, Trevor Rowley oferece uma imagem abrangente dos normandos e argumenta que, apesar do curto período de ascensão normanda, é claro que eles foram responsáveis ​​por um legado cultural e político permanente.
Preço de venda da livraria Waterstone: & libra 10,99 Categoria de Produto: Livros ID do produto: 29498763907

OCR GCSE (9-1) History B (SHP) Foundation Edition: The Norman Conquest 1065-1087
Banca do exame: OCR (Especificação B, SHP) Nível: GCSE (9-1) Assunto: História Primeiro ensino: setembro de 2016 Primeiros exames: Verão de 2018 Um livro aprovado pelo OCR. Ajude mais alunos a acessar o conteúdo do OCR GCSE História B (SHP) com esta Fundação Edição, projetada para funcionar junto com o livro didático convencional para co-ensino eficaz na mesma classe. Abrangendo a Conquista Norman 1065-1087, este livro: - Segue a mesma estrutura e números de página do livro didático convencional para que os alunos de todas as habilidades possam explorar as mesmas perguntas- Simplifica e reduz o texto em cada página, usando vocabulário cuidadosamente controlado e explicações claras dos termos-chave- Foca nos pontos-chave que os alunos precisam entender e inclui novos resumos de conteúdo no final de cada pergunta para reforçar a aprendizagem- Oferece suporte total para as tarefas do aluno, usando uma ampla gama de andaimes para tornar as tarefas acessíveis e realizáveis ​​- Fornece orientação de avaliação específica e desenvolve as habilidades de pensamento histórico necessário para o sucesso no GCSE
Preço de venda da livraria Waterstone: & libra 16,50 Categoria de Produto: Livros ID do produto: 27054342997

OCR GCSE History SHP: The Norman Conquest 1065-1087
Um livro-texto aprovado pelo OCR. Deixe o SHP guiá-lo com sucesso através da nova especificação com uma série empolgante e baseada em pesquisa que revigora o ensino e a aprendizagem, combinando os princípios das melhores práticas e tarefas valiosas para desenvolver o conhecimento e as habilidades históricas de alto nível dos alunos. - Aborde tópicos desconhecidos do currículo ampliado com confiança: o texto envolvente e acessível cobre o conteúdo de que você precisa para aulas com professores e estudos independentes- Facilite a transição para o GCSE: consultas passo a passo inspiradas nas melhores práticas em KS3 ajudam a simplificar o planejamento de aulas e garantir a continuidade progressão dentro e entre as unidades - Construa o conhecimento e a compreensão de que os alunos precisam para ter sucesso: a estrutura de tarefas em três partes com suporte permite que os alunos registrem, reflitam e revisem sua aprendizagem - Aumente o desempenho dos alunos em todo o quadro: tarefas desafiadoras adequadas incentivam os grandes empreendedores a se destacarem no GCSE enquanto explicações claras tornam os conceitos-chave acessíveis a todos - Redescubra seu entusiasmo pelo trabalho original: uma variedade de material original intrigante, visual e escrito está embutido no centro de cada investigação para melhorar a compreensão- Desenvolva o senso de período dos alunos: o design de texto visualmente estimulante usa estudos de caso memoráveis, diagramas, infográficos e contemporâneos fotos para dar vida a eventos e pessoas fascinantes
Preço de venda da livraria Waterstone: & libra 16,50 Categoria de Produto: Livros ID do produto: 27137849153

Cartas Selecionadas de Norman Mailer
Mailer escreveu quase 50.000 cartas ao longo de sua vida, mantendo uma cópia de quase todas elas. Ele se correspondeu com presidentes e políticos, artistas e atletas, escritores e editores, estudantes, antagonistas, fãs, amigos, seus filhos, seus amores, incluindo sua amada sexta esposa, Norris Church Mailer. Aqui estão as cartas de um jovem de dezesseis anos chegando do Brooklyn em Harvard. Aqui estão as cartas que descrevem os horrores da guerra no Pacífico do ponto de vista de um soldado. Aqui estão as cartas que descrevem a luta de um jovem escritor com seu primeiro romance, um manuscrito que se tornaria Os Nus e os Mortos. E aqui estão as muitas, muitas cartas de um homem que passou 60 anos sob os holofotes. Lidos juntos, eles formam um retrato autobiográfico de Norman Mailer.
Preço de venda da livraria Waterstone: & libra 17,99 Categoria de Produto: Livros ID do produto: 23159676573

Conquista
1066 - Senlac Ridge, Inglaterra. William, o Bastardo, duque da Normandia, derrota Harold Godwinson, Rei Harold II da Inglaterra, no que se tornará conhecido como a Batalha de Hastings. A batalha é árdua e sangrenta, milhares de vidas foram gastas, incluindo a do Rei Harold . Mas a Inglaterra não será conquistada facilmente, os anglo-saxões não se submeterão humildemente ao domínio normando. Embora seus feitos heróicos estejam quase perdidos para a lenda, um homem une a resistência. Seu nome é Hereward of Bourne, o campeão dos ingleses. Sua honra, bravura e habilidade com as armas mudarão o futuro da Inglaterra. Seu é o legado do nobre fora-da-lei. Esta é a história dele.
Preço de venda da livraria Waterstone: & libra 8,99 Categoria de Produto: Livros ID do produto: 23014347695

Conquistas romanas: Mesopotâmia e Arábia
Este volume explora as invasões romanas e as operações militares em duas áreas distintas, mas relacionadas: Mesopotâmia e Arábia. Nessas regiões remotas do mundo antigo conhecido, Roma alcançou o maior ponto de expansão na história de seu Império. Sob o reinado do imperador Trajano, o Império Romano atingiu o ponto de expansão máxima que ficou famoso por mapas do mundo por volta de 120 DC. Sob os Severanos, esforços significativos foram despendidos em um sonho romano de ligar as duas regiões em um poderoso baluarte provincial contra os inimigos orientais. Capítulos individuais detalham a história da conquista desses territórios mais orientais do Império, analisando os exércitos adversários envolvidos (romanos, partos, sassânidas, árabes) e as razões do sucesso e do fracasso. A história de como Roma ganhou e perdeu seu Extremo Oriente oferece um paradigma para a ascensão e queda do maior império militar do mundo antigo.
Preço de venda da livraria Waterstone: & libra 19,99 Categoria de Produto: Livros ID do produto: 29257233421

Os normandos
(Nenhuma descrição do produto atualmente disponível)
Preço de venda da livraria Waterstone: & libra 12,99 Categoria de Produto: Livros ID do produto: 23302133711

Conquistas normandas
(Nenhuma descrição do produto atualmente disponível)
Preço de venda da livraria Waterstone: & libra 14,99 Categoria de Produto: Livros ID do produto: 23302156821

Tanques aliados na Normandia 1944
Um guia concisamente detalhado para os tanques aliados que lutaram desde o Dia D até a fuga da Normandia, suas qualidades, números e desempenho, e como eles foram usados ​​no campo de batalha. Quando os tanques aliados começaram a rolar para fora da nave de desembarque no Dia D, isso marcou o início de um dos grandes períodos da guerra de tanques na Segunda Guerra Mundial. Freqüentemente derrotados pelos Panzers alemães e lutando nos confins da região de bocage, eles conseguiram escapar da Normandia e iniciar a libertação da Europa. Foi uma batalha que foi dominada pelo lendário Sherman dos americanos, mas também viu uma ampla e complexa gama de armaduras comprometidas com os muitos exércitos envolvidos, de British Churchills e 'Funnies' para fins especiais ao tanque Ram dos canadenses. Este livro explica as qualidades, pontos fortes e fracos dos principais tipos de tanques britânicos e americanos, bem como unidades aliadas associadas na Normandia, incluindo os canadenses, poloneses e franceses, e descreve como eles realmente lutaram. Ele discute a organização e o equipamento das unidades, fornecendo esboços em miniatura, bem como dados estatísticos sobre os tipos e categorias de AFVs que foram acionados. Este é um guia prático e conciso para historiadores militares, jogadores de guerra e modeladores militares interessados ​​na guerra de tanques da Segunda Guerra Mundial.
Preço de venda da livraria Waterstone: & libra 11,99 Categoria de Produto: Livros ID do produto: 28378989373

História da Conquista do México
(Nenhuma descrição do produto atualmente disponível)
Preço de venda da livraria Waterstone: & libra 27,50 Categoria de Produto: Livros ID do produto: 23302140487

Minhas notas de revisão: Edexcel GCSE (9-1) História: Anglo-Saxon and Norman England, c1060-88
Exam Board: EdexcelLevel: GCSESubject: HistoryFirst Teaching: September 2016 First Exam: Summer 2018Endorsed for EdexcelTarget success in Edexcel GCSE (9-1) História com esta fórmula comprovada para uma revisão estruturada e eficaz, a cobertura do conteúdo principal é combinada com questões de tipo de exame, tarefas de revisão e dicas práticas para criar um guia de revisão no qual os alunos podem confiar para revisar, fortalecer e testar seus conhecimentos. Com minhas notas de revisão, cada aluno pode: - Planejar e gerenciar um programa de revisão bem-sucedido usando o planejador tópico por tópico- Desfrute de um abordagem interativa de revisão, com resumos de tópicos claros que consolidam o conhecimento e as atividades relacionadas que colocam o conteúdo em contexto - Construa, pratique e aprimore as habilidades do exame progredindo por meio de atividades definidas em diferentes níveis - Melhore a técnica do exame por meio de perguntas do tipo exame e respostas modelo com comentários de autores e professores especialistas - Prepare-se para o exame com testes rápidos e respostas às atividades disponíveis em linha
Preço de venda da livraria Waterstone: & libra 4,00 Categoria de Produto: Livros ID do produto: 27137852251

Hodder GCSE History for Edexcel: Anglo-Saxon and Norman England, c1060-88
Exam Board: EdexcelLevel: GCSESubject: HistoryFirst Teaching: September 2016 First Exam: June 2018Endorsed for EdexcelAjude seus alunos a atingirem seu potencial máximo, garantindo ritmo, prazer e motivação com esta série exclusiva da editora líder de história desenvolvida por educadores especializados que sabem como incutir profundamente conhecimento da matéria e apetite por aprendizagem ao longo da vida.- Fornece abordagens distintas para os diferentes componentes da especificação de 2016, garantindo que seus recursos de sala de aula sejam adaptados às necessidades de mudança dos alunos à medida que progridem no currículo- Atendentes para estilos de aprendizagem variados, usando um mistura de narrativa clara, materiais de estímulo visual e uma rica coleção de fontes contemporâneas para capturar o interesse de todos os alunos- Ajuda os alunos a maximizar seu potencial de notas e desenvolver suas habilidades de exame por meio de orientação estruturada sobre como responder a cada tipo de pergunta com sucesso- Combina uma cobertura aprofundada de tópicos com atividades e estratégias t o ajudar os alunos a adquirir, reter e revisar o conhecimento do assunto central ao longo dos anos- Baseia-se em nossa experiência na publicação de recursos populares do GCSE para fornecer a você conteúdo confiável e preciso escrito por professores experientes que entendem as implicações práticas de novos requisitos de conteúdo e avaliação Anglo-saxão e normando Inglaterra, c.1066-88 cobre todos os três tópicos principais na especificação: 'Inglaterra anglo-saxônica e a conquista normanda, 1060-66' 'Guilherme no poder: assegurando o reino, 1066-87' 'Inglaterra normanda, 1066-88 . '
Preço de venda da livraria Waterstone: & libra 16,99 Categoria de Produto: Livros ID do produto: 23131150843

A prisão napoleônica de Norman Cross
NORMAN CROSS foi o local do primeiro campo de prisioneiros de guerra construído para esse fim durante as Guerras Napoleônicas. Inaugurado em 1797, era mais do que uma prisão: era uma cidade em si, com casas, escritórios, açougues, padarias, um hospital, uma escola, um mercado e um sistema bancário. Foi uma importante prisão e estabelecimento militar no leste da Inglaterra, com uma comunidade animada de cerca de 7.000 presidiários franceses. Ao lado de um exame abrangente da própria prisão, este livro detalhado e informativo, compilado por um dos principais especialistas da era napoleônica, explora como era a vida para presidiários e carcereiros - roupas, comida, saúde, educação, punição e, finalmente, o fechamento do depósito em 1814.
Preço de venda da livraria Waterstone: & libra 14,99 Categoria de Produto: Livros ID do produto: 24981092723

História AQA GCSE: Norman England, 1066-1100
Exam Board: AQALevel: GCSESubject: HistoryPrimeiro ensino: setembro de 2016Primeiro exame: junho de 2018Crie uma rota de ensino estimulante e bem ritmada por meio da especificação GCSE History de 2016 usando esta série feita sob medida que se baseia em um legado de livros de história líderes de mercado e do indivíduo especialidades de assunto da equipe do autor para inspirar o sucesso do aluno.- Motive seus alunos a aprofundar o conhecimento do assunto por meio de uma narrativa envolvente e instigante que torna os conceitos históricos acessíveis e interessantes para os alunos de hoje- Incorpore o desenvolvimento de habilidades progressivas em cada lição com Foco cuidadosamente projetado Tarefas que incentivam os alunos a questionar, analisar e interpretar tópicos-chave- Leve a compreensão histórica dos alunos para o próximo nível usando uma riqueza de material de fonte contemporâneo original para encorajar uma reflexão mais ampla sobre diferentes períodos- Ajude seus alunos a atingirem seu potencial no GCSE com dicas de revisão e questões práticas voltadas para o que mudou conforme modelo de avaliação, além de conselhos úteis para auxiliar na preparação do exame - navegue com confiança pela nova especificação AQA usando a visão especializada de autores experientes e professores com experiência em exames. Sobre este livro Norman England é um livro didático confiável para o novo AQA British Depth Study: Norman England 1066-1100. Abrange: Parte um: Conquista e controle - Causas da conquista: Por que os normandos invadiram e conquistaram a Inglaterra? - A Batalha de Hastings: Por que Guilherme venceu a Batalha de Hastings em 1066? - Estabelecendo o controle: Como Guilherme lidou com as rebeliões e começar a assumir o controle do país? Parte dois: Avaliação - Feudalismo: Como o país foi organizado sob o sistema feudal? - Livro Domesday: Por que a pesquisa Domesday foi compilada e o que pode ser aprendido com ela? - A Vila Medieval: Como era a vida para as pessoas comuns? Parte III: Os normandos e o monasticismo - A igreja: em que medida William mudou a Igreja inglesa? - Monasticismo: como os mosteiros mudaram após a conquista dos normandos? Norman England foi escrito por Helena Clarke, que lecionou História na Wilmslow High School por 10 anos e também é líder de equipe de História do GCSE para um importante órgão de premiação.
Preço de venda da livraria Waterstone: & libra 16,50 Categoria de Produto: Livros ID do produto: 3610230085

Os normandos no sul, 1016-1130
Contando a "outra invasão normanda", Os normandos no sul é a história épica da Casa de Hauteville e, em particular, de Robert Guiscard, talvez o mais extraordinário aventureiro europeu entre os tempos de César e Napoleão. Em um ano, 1084, ele teve os imperadores orientais e ocidentais recuando diante dele e um dos mais formidáveis ​​papas medievais em seu poder. Seu irmão, Roger, o ajudou a conquistar a Sicília dos sarracenos, e seu sobrinho Roger II passou a criar o reino cosmopolita cujos monumentos remanescentes ainda nos deslumbram hoje. Os normandos no sul é o primeiro de dois volumes que contam um capítulo extraordinário da história italiana.
Preço de venda da livraria Waterstone: & libra 12,99 Categoria de Produto: Livros ID do produto: 21654531231

Conquista
Autora do best-seller AGINCOURT, Juliet Barker agora conta a história igualmente notável, mas em grande parte esquecida, dos anos dramáticos em que a Inglaterra governou a França na ponta de uma espada. A segunda invasão de Henry V à França em 1417 lançou uma campanha que colocaria a coroa da França em uma cabeça inglesa. Somente a aparição milagrosa de uma camponesa visionária - Joana d'Arc - deteria o avanço inglês. No entanto, apesar de suas vitórias, sua influência durou pouco: Henrique VI teve sua coroação em Paris seis meses após sua morte e seu reino durou mais vinte anos. Quando atingiu a maioridade, não era o líder que seu pai fora. Foi o delfim, a quem Joana havia coroado Carlos VII, que finalmente expulsaria os ingleses da França. Supremamente evocativa e brilhantemente contada, esta é a história narrativa em sua forma mais colorida e convincente - a verdadeira história daqueles que lutaram pelo reino inglês da França.
Preço de venda da livraria Waterstone: & libra 10,99 Categoria de Produto: Livros ID do produto: 3450303145

Normandia '44
'Um relato soberbo da invasão que merece elogios imensos. Transmitir o drama humano da Normandia requer grande conhecimento e sensibilidade. A Holanda tem tanto de sobra quanto o historiador da Segunda Guerra Mundial renomado pelo tempo, James Holland, apresenta uma perspectiva inteiramente nova sobre um dos momentos mais importantes da história recente, examinando com firmeza a brutalidade e a violência que caracterizaram a campanha e recalibrando totalmente nossa compreensão deste acontecimento importante .D-Day e os 76 dias de lutas amargas na Normandia que se seguiram passaram a ser vistos como um episódio decisivo na Segunda Guerra Mundial. Sua história foi continuamente recontada e, no entanto, permanece uma narrativa carregada de mitos e conhecimentos presumidos. Nessa história reexaminada, James Holland desafia o que pensamos que sabemos. Baseando-se em arquivos e testemunhos invisíveis de todo o mundo, apresentando um elenco de testemunhas oculares, de soldados a pé a equipes de bombardeiros, marinheiros, civis e combatentes da resistência.
Preço de venda da livraria Waterstone: & libra 9,99 Categoria de Produto: Livros ID do produto: 25496308587

A conquista da felicidade
A conquista da felicidade é a receita de Bertrand Russell para uma vida boa. Publicado pela primeira vez em 1930, ele antecede em décadas a atual obsessão pela autoajuda. Conduzir o leitor passo a passo pelas causas da infelicidade e pelas escolhas pessoais, compromissos e sacrifícios que (podem) levar à conclusão final afirmativa de 'O Homem Feliz', esta é a filosofia popular, ou mesmo a autoajuda, pois deve ser escrito.
Preço de venda da livraria Waterstone: & libra 16,99 Categoria de Produto: Livros ID do produto: 3450283781

Guia de texto do conjunto escocês: poesia de Norman MacCaig para inglês nacional 5 e superior
Banca de exame: SQALevel: National 5 e HigherSubject: EnglishPrimeiro ensino: setembro de 2017 (N5) / setembro de 2018 (superior) Primeiros exames: verão 2018 (N5) / verão 2019 (superior) Compreender, analisar, avaliar, ter sucesso. Este guia de estudo e revisão o leva por todos os aspectos da poesia de Norman MacCaig, com conselhos de exame para os papéis National 5 e Higher English Critical Reading. Totalmente atualizado com os requisitos de exame mais recentes da SQA, este livro foi escrito por um especialista que sabe qual exame sucesso parece.> Desenvolver compreensão da linguagem, estrutura e temas. Explicações claras e comentários detalhados são apoiados por definições de termos-chave e palavras desconhecidas> Desenvolva habilidades críticas e analíticas. Os alunos são encorajados a pensar mais profundamente sobre os poemas e considerar as idéias, escolhas e técnicas dos escritores> Receba conselhos sobre a seção de Textos Escoceses do exame. Exemplos de perguntas com respostas modelo e comentários do tipo examinador são apoiados por perguntas práticas adicionais para os alunos fazerem> Prepare-se para a seção de Ensaio Crítico do exame. Com dicas e exemplos de planejamento, estruturação e redação de uma redação de primeira classe, além de questões práticas para os alunos responderem> Lembre-se das principais citações. Uma seleção de citações é destacada em todo o texto, para que os alunos possam usá-las no exame para fazer comparações entre diferentes partes do texto> Revise seu aprendizado. Perguntas rápidas no final de cada capítulo verificam a compreensão dos alunos sobre os poemas
Preço de venda da livraria Waterstone: & libra 5,99 Categoria de Produto: Livros ID do produto: 25680774831

Duque (Leopardos da Normandia 2)
** Do co-autor do romance mais vendido de Wilbur Smith, WAR CRY * The Conqueror will rise. A trilogia Leopardos da Normandia continua com DUQUE, como Guilherme da Normandia herda o título de seu pai e assume o comando de suas terras. A 'mistura emocionante de traição medieval, violência e sexo' de David Churchill (Wilbur Smith) certamente cativará os fãs de Bernard Cornwell e Conn Iggulden. Daqueles nomeados guardiões do menino Duque, todos buscam vantagem e poder. A maioria deseja que o menino morra. Alguns farão qualquer coisa para que isso aconteça. Do outro lado do mar, a luta pela coroa inglesa viu o filho amado da rainha Emma ser morto. Ela tem mais dois filhos esperando nos bastidores, mas Godwin, Conde de Wessex - criador de reis e arqui-manipulador - tem outros planos. Enquanto as famílias nobres da Europa se matam em sua ânsia por poder e fortuna, o menino se destaca. Seu nome é William. Seu destino é conquistar. Não perca a última parcela da trilogia Os Leopardos da Normandia, quando o Duque William se prepara para conquistar a Inglaterra em CONQUEROR. O que os leitores estão dizendo sobre DUQUE: 'Ler um romance ligado por personagens e eventos históricos reais enquanto ainda mantém uma narrativa picante é bastante coisa. Uma fantástica leitura. Um dos melhores romances históricos que já li. Bem escrito, atraente, cheio de ação, bons personagens. Vale a pena ler isso! '
Preço de venda da livraria Waterstone: & libra 9,99 Categoria de Produto: Livros ID do produto: 5734131423

Norman Rockwell: 332 capas de revistas
Norman Rockwell nos deu uma foto da América que era familiar - surpreendentemente - e ao mesmo tempo única, porque somente ele poderia trazê-la à vida com tanta autoridade. Rockwell expressou melhor essa visão da América em suas ilustrações de capa justamente famosas para o Saturday Evening Post, pintadas entre 1916 e 1963. Todas as capas do Post são reproduzidas em cores esplêndidas neste volume enorme, com comentários de Christopher Finch, o famoso escritor sobre arte e cultura popular.
Preço de venda da livraria Waterstone: & libra 53,99 Categoria de Produto: Livros ID do produto: 28136826367

Os normandos na Itália 1016-1194
Antes e simultaneamente com a conquista da Inglaterra pelo duque William, outros nobres normandos ambiciosos e agressivos (notadamente as famílias Drengot, De Hauteville e Guiscard) acharam prudente deixar a Normandia. No início, tendo empregos mercenários com governantes lombardos, em seguida, lutando contra o Império Bizantino no sul da Itália, muitos desses nobres alcançaram grandes vitórias, adquiriram ricas terras próprias e aperfeiçoaram um sistema militar feudal que durou 200 anos. À medida que as notícias das ricas colheitas no sul se espalhavam na Normandia, muitos outros oportunistas se juntaram a eles - geralmente, filhos mais novos que não podiam herdar terras em casa. Constantemente, esses nobres normandos lutaram para chegar ao poder local, primeiro na Apúlia, depois no Adriático na Albânia e, finalmente, na Sicília muçulmana, derrotando no processo os exércitos de Bizâncio, o "Sacro Império Romano" alemão e o islâmico regional governantes. Finalmente, em 1130, Rogério II fundou um reino unificado incorporando o sul da Itália e a Sicília, que durou até a morte de Tancredo de Lecce em 1194 - embora seu legado tenha durado muito mais do que o governo político normando. Este título belamente ilustrado explora não apenas os exércitos normandos, mas os exércitos de seus oponentes, com placas coloridas e análises de especialistas revelando detalhes fascinantes sobre os guerreiros da Normandia, Bizâncio, os exércitos árabes e muito mais.
Preço de venda da livraria Waterstone: & libra 11,99 Categoria de Produto: Livros ID do produto: 26883397689

Pearson REVISE AQA GCSE (9-1) História Norman England Revisão Guia e apostila
Projetado para um estudo independente e sem complicações e com preços que atendem ao seu orçamento e ao dos seus alunos, este guia de revisão e pasta de trabalho combinados é a escolha inteligente para quem está revisando a história do AQA GCSE (9-1) e inclui: Uma edição online GRATUITA. -tópico-por-página no formato 'Agora Experimente' perguntas práticas nas páginas de tópicos Páginas de habilidades do exame, incluindo exemplos trabalhados com respostas exemplares Páginas práticas do tipo de exame com questões práticas no estilo dos exames Suporte guiado e dicas para fornecer suporte adicional para ajudar evitar armadilhas comuns Conjunto completo de documentos de prática escritos para corresponder exatamente às especificações
Preço de venda da livraria Waterstone: & libra 5,99 Categoria de Produto: Livros ID do produto: 24556474321

Norman, o cavaleiro, fica com medo
Conheça Norman, o Bravo: ele precisa de alguns patifes para ajudá-lo a se preparar para os desfiles reais. Você pode proteger Norman? Você pode polir sua armadura? Darn suas meias? Alimentar seu cavalo? Isso poderia ser o trabalho para você? Ou ser um patife é mais difícil do que parece? Dragões cuspidores de fogo, corcéis confiáveis, bandidos, salteadores e. um par de calças medievais - você as encontrará nesta divertida aventura para bravos cavaleiros em todos os lugares.
Preço de venda da livraria Waterstone: & libra 6,99 Categoria de Produto: Livros ID do produto: 27530248889


Tudo o que você queria saber sobre a invasão normanda de 1066 e a batalha de Hastings - mas tinha medo de perguntar

Por que Guilherme, o Conquistador, venceu a batalha de Hastings? Por que a batalha é chamada assim, quando foi travada em outro lugar? E como Harold II realmente morreu? Em uma recente entrevista em podcast com Marc Morris, voltamos ao básico sobre a conquista normanda ...

Esta competição está encerrada

Publicado: 9 de abril de 2020 às 12h25

Quais são as perguntas mais comuns sobre a conquista normanda? Nós nos reunimos com o importante historiador medieval Marc Morris, que escreveu livros sobre a conquista normanda e Guilherme I, para descobrir mais sobre esse evento crucial e seu impacto na Grã-Bretanha. Resolvendo as perguntas enviadas por nossos leitores e as principais perguntas feitas à internet, Marc explorou tudo o que você sempre quis saber sobre a invasão normanda de 1066 e a famosa batalha de Hastings ...

P: Quem ganhou a batalha de Hastings e por quê?

UMA: Esta é uma pergunta fácil, porque ainda estamos bastante confiantes quanto à resposta. Ainda estamos razoavelmente satisfeitos que a batalha de Hastings em 1066 foi vencida por William, duque da Normandia - mais tarde conhecido como o Conquistador.

Por que ele venceu? A resposta contemporânea teria sido porque Deus o favoreceu quando você foi para a batalha na Idade Média, você estava submetendo sua disputa ao julgamento de Deus. Homens não decidem batalhas Deus decide o resultado. Então Deus decidiu, de acordo com as mentes contemporâneas, que a reivindicação de Guilherme ao trono da Inglaterra era maior.

Em termos de como o analisaríamos agora, uma das razões é que o generalato superior William manteve sua linha de batalha unida enquanto a linha de Harold começou a se fragmentar. Um dos principais motivos, é claro, é a sorte. O que no final das contas decide a batalha é que William sobreviveu e Harold morreu no campo de batalha - e com muitos mísseis de projéteis voando ao redor, isso poderia ter acontecido de qualquer maneira. É uma combinação de bom general, sorte e ter Deus decidindo que sua reivindicação é superior.

P: Quem eram os normandos e de onde eles vieram? E normandos e vikings são iguais?

The term ‘Norman’ has the same root as the word ‘Norseman’ or ‘Northman’. So, in a sense, they were Vikings. Normandy is the area of Neustria in Francia, the part of Francia which was settled by invaders from Scandinavia from the late ninth/early tenth centuries. But like questions about the Vikings in England, who similarly settled in north-eastern and eastern parts of England, the question boils down to how many came and what impact did they have on the indigenous peoples? Clearly, when the ‘Normans’ arrived in Normandy, they didn’t eradicate or expel all the native population they settled and married into that population. We can’t recover the numbers of people that did that, there simply isn’t the data.

Yes, the Normans­ – particularly the elite of Normandy – did glory, to some extent, in their Viking past. But they also very quickly took on Frankish and Christian traits. For example, the first ruler (and later duke) of the Normans is Rolf or Rollo, who has a good traditional Scandinavian Viking name. But he calls his son William, William calls his son Richard, Richard calls his son Richard, etc. William, Richard, Robert these are all Frankish and Christian names.They adopt Christianity and begin founding monasteries by the end of the 10th century.They also start building castles and fighting on horseback, they’re adapting to all these Frankish customs. Elas estão ancestrally Viking, but they are quite different, especially by the time we get to 1066.

Other writers in Francia would denigrate them by saying, ‘Normans, they’re just little better than scrubbed-up Vikings’ there was still a sense among rival Frankish principalities that these were the descendants of barbarians. But the Normans themselves considered themselves very cutting-edge and sophisticated, because they’d taken on all this Frankish culture in the meantime. So,there’s quite a difference between Normans and Norsemen by the time you get to 1066.

Q: Why did the Normans invade England? Had Edward the Confessor made a commitment to William, or was William merely being opportunistic when deciding to invade?

The short answer is that, in 1066, the succession of England was disputed. King Edward the Confessor, although he reigned for more than 24 years, famously didn’t produce any children, any sons, so he had a succession problem. This is how he seemed to want to solve it – and I say ‘seemed’ because none of the evidence for this is completely incontrovertible. In 1051, he falls out with his very powerful father-in-law and brothers-in-law, the Godwinsons (or Earl Godwin and his sons, if you prefer) and expels them. Edward was married to Godwin’s daughter, Edith, and the Godwin plan had assumed that Edith would produce children with Edward and there would be lots of little Godwins running around. By a process of marrying into the ancient royal family of Wessex, England, that would have solved the succession. But Edward doesn’t have anything to do with that. Historians will say that perhaps they were just, as a couple, infertile. But a tract commissioned by Edith herself (The Life of King Edward) said that they hadn’t produced any children because Edward hadn’t slept with her.

Edward’s preferred solution in 1051 was to invite William [of Normandy] to come to England.The evidence for the visit is very solid, because it’s mentioned in the Crônica Anglo-Saxônica. Although no English sources directly discuss Edward having promised the throne to William, there is a version of the Chronicle – the ‘D version’ – that says William came to England in the winter of 1051/2 and talked with Edward about the things they needed to talk about. And Edward received him as a vassal and then he went home again.

There’s definitely contact in that crucial period where the Godwins are expelled, so to answer the question, I think the Norman and the English sources together – and the behaviour of Edward and the Godwins – strongly suggests that Edward fez make a promise of the throne to William in 1051/2.

Q: If there had been a promise, why did the king’s council ratify Harold Godwinson’s succession when Edward died?

A: When the Godwins came back in 1052, there was a Godwin revanche [revenge] and they reduced Edward to a rubber stamp at that point – for the last 14 years of his reign, he was little more than a cypher for the Godwins. I think that explains why the Witan – the king’s council – decided to go a different way in 1066, because the Godwins’ power after 1052 had grown inexorably.

When Earl Godwin died in 1053, the Godwins had one earldom, the earldom of Wessex, which Harold inherited. But by the end of the 1060s, they have four earldoms: all four Godwin brothers (who aren’t either dead or in prison) have an earldom each, and they have this vast, powerful or controlling affinity of friends and supporters. The Archbishop of Canterbury is a supporter the Archbishop of York by 1060 is a Godwinson man. Who is going to say ‘no’ to the Godwins, when Edward finally shuffles off in 1066, and suggest that the throne goes to a Norman duke? The crown is something the Godwins have been tilting at for 10, 15 years or more, 20 years perhaps. I think that’s why the people around the king in 1066 are not interested in honouring some promise that Edward made when he was free of Godwin control they’re interested in having the man they want to rule the kingdom.

Q: Why is the battle fought by William and Harold called the ‘battle of Hastings’?

UMA: Well, it’s straightforward. William lands at Pevensey [on the south-east coast of England] on the 27 or 28 September 1066. He only spends a day or so there he moves immediately east to Hastings where he makes his camp. This is where the Crônica Anglo-Saxônica locates the Normans, at Hastings.

When Harold [Godwinson] marches down to confront him, Harold’s plan, it seems, is to attack the Normans’ camp, to catch them unawares as he had caught other invaders. (The Norwegian king, Harald Hardrada, had been caught off guard by Harold at the battle of Stamford Bridge in September 1066).

But in the case of William, the Norman duke discovers that Harold is on the march and leaves his camp early in the morning of 14 October 1066 and intercepts Harold as he’s approaching – so they ended up fighting at some previously nondescript spot. o Crônica Anglo-Saxônica simply says they met at ‘the site of the old apple tree’. But ever since the battle was fought there, of course, it’s been known as Battle, ‘bellum’ in Latin. So,the site of the modern town of Battle is where the battle was fought.

Q: Why did Harold Godwinson choose to make a stand so soon after the battle of Stamford Bridge?

UMA: I don’t know if he had any choice. Harold was in a very difficult position in 1066. He knows about the looming Norman invasion because William makes no secret of it from the start of 1066: by February/March, William has obtained permission from the Pope and is assembling an armada of ships and recruiting men throughout the summer. All this is happening in plain sight on the other side of the channel.

What doesn’t seem to cross Harold’s radar at all is the fact that the Norwegians are planning to do the same. And the Norwegians, being more of a seaborne power in any case, seem to assemble very quickly. Harold has all his manpower, all his ships, concentrated on the south coast. He dismisses them in early September 1066 because, as the Crônica says, he couldn’t hold them together anymore. And then, within days of having dismissed this huge force, he’s told that the Norwegians have invaded and are menacing York. He has to rush up to Yorkshire to confront them and, as is well known, does spectacularly well. Harold surprises them, and the king of Norway, Harald Hardrada, who was one of the most fearsome warriors of his age, is killed by Harold’s forces. Tostig Godwinson, Harold’s younger brother, falls in the course of the battle.

But within a few days of the battle of Stamford Bridge on 25 September 1066, he learns that the Normans have landed. So however long that news takes to travel from Sussex to Yorkshire, which is about 300 miles – say, three or four days with a swiftest running horse – he realises he has to go down south and do exactly the same again.

Why did he do that? Why didn’t he send someone else? The answer is that you just não pode do that if you’re a king in the Middle Ages. The whole point of Harold as a strong candidate for the kingship in January 1066 is that he’s not a 12-year-old boy with a stronger blood claim he’s a man in his forties with proven experience, not only in government but in warfare. He’s the man who conquered Wales, so he’s seen to be a strong pair of hands. You can’t send someone else to fight the Normans.

Kings who do that, it tends to affect their reputation very badly. Fifty years before 1066, there was the death of Æthelred the Unready, a king who shirked battle 150 years after 1066 you have King John who is adept at running away when danger rears its ugly head. You have to lead from the front. It’s inconceivable that Harold would have sent his brothers, Leofwine or Gyrth, to fight the battle. He had to engage William personally, and that’s why the timing and the pace of events is dictated by William’s landing.

Q: How long did the battle of Hastings last?

Specifically, in terms of hours, we don’t know. But one of the chroniclers writes that it’s from the third hour of the day. It’s not from sunrise, we know it’s not because the Normans have to reach the battlefield. They have to march six and a half miles from Hastings to Battle. That’s going to take them two or three hours. So, it can’t start much before nine o’clock in the morning if they leave at sunrise in October.

But we are told by contemporary chroniclers, both William of Poitiers and the ‘Song of the Battle of Hastings’ (the Carmen), that the battle goes on until day was turning into night. We know dusk to be about four or five o’clock in October, so it goes on for eight or nine hours.

Of course, once Harold died,someone didn’t just blow a whistle and they all exchanged shirts and shook hands. A batalha continuou. It became a rout which we’re told lasted through the night. If you liked, you poderia say it lasted 24 hours. But if the battle is seen to have been decided when Harold died, then – to pinch a phrase from Monty Python – it was over by about teatime.

Q: How did King Harold die?

UMA: The very short answer is we don’t know, or we don’t know for certain.

Then there’s a much longer more complicated answer, which we’ll try and make as short as possible. It’s well known that Harold died with an arrow in the eye, because that’s how he’s depicted on the Bayeux Tapestry. But then once you start to unpick that – as people have been doing for at least 60–70 years now – you can ask whether he é actually the figure under the word ‘Harold’, which seems to show a figure with an arrow in his eye. Or is he another figure a few feet further along the tapestry who is being run down by a Norman on horseback?

If you accept that he é likely to be the figure under the word ‘Harold’, then there’s people who will say: ‘Hang on, is that really an arrow in his eye’? Because if you look at the stitching, or the holes on the back of the tapestry, it seems it might be a spear that has been reinterpreted as an arrow by 19th-century restorers. So, you can lodge all these caveats for the Bayeux Tapestry’s representation.

What sort of undermines my faith in the tapestry is that essentially it is an artistic source that borrows heavily from other artistic sources. We’re as convinced as we can be that it was made in Canterbury, because at least a dozen of the scenes are borrowed from illustrated manuscripts that were held in either Christchurch or St Augustine’s, Canterbury.

With the death of Harold, the scenes surrounding it look very similar to a story in the Apocrypha of the Bible, of the death of King Zedekiah. He’s a king who rebels against his overlord, and his punishment is to have his eyes put out – he’s blinded. If, as seems likely, the tapestry artists were using an example of an illustrated example of the death of King Zedekiah, then it may just be that Harold getting his eye put out was borrowed from this artistic source.

The real stumbling block is that no other contemporary source mentions an arrow in the eye. Later sources do: 12th-century historian Henry of Huntingdon talks about him getting an arrow in the eye or an arrow in the face. It becomes the standard description, but there aren’t any contemporary sources that tell us how he died.

William of Poitiers, who provides a very detailed account of the battle, just says ‘the report Harold is dead flew around the battlefield’ but doesn’t go to any detail. The source that William of Poitiers uses is one I mentioned earlier the Carmen, which we now think is made before the spring of 1068, so it’s a most contemporary source of all. The song talks about Harold getting killed by a Norman death squad half a dozen or so men, led by William, approach Harold and single him out and hack him down.

Here, you’re weighing an embroidery against a poem. There’s a lot of artistic licence there. There were tens of thousands of arrows loosed that day, so maybe he got an arrow in the eye. But our most closely contemporary narrative source says that he was done in by a dedicated death squad. And the only other thing I could think to strengthen that as a more likely scenario is that William of Poitiers, who is William the Conqueror’s own chaplain, doesn’t repeat that story.

We know that Poitiers had a copy of the Carmen in front of him, because he parrots the bits he likes, and directly challenges other bits that he doesn’t like – he says,‘some people will tell you this, but this wasn’t true’. When he gets to the death of Harold, rather than refuting [the killing by a death squad], he just skips over it. Vocês poderia see that as a silent endorsement of the fact that the Carmen‘s story was accurate that William of Poitiers didn’t want to go into any of those details, because it made William less than chivalrous.

Q: If you have to explain the impact of the Norman Conquest in one word, what would it be?

UMA: Unrivalled. There is no more important event and consequently no more important book for you to download for £1.99 than The Norman Conquest!

If you’d like to know even more about the Normans – including the brutality of William the Conqueror what happened to the Anglo-Saxon aristocracy after the battle and the history behind Norman haircuts – you can listen to the full podcast discussion with Marc Morris here.

Marc Morris is a historian who specialises in the Middle Ages. His publications include William I: England’s Conqueror (Penguin Books, 2016) King John: Treachery, Tyranny and the Road to Magna Carta (Penguin Books, 2016) and The Norman Conquest (Windmill Books, 2013). You can follow him on Twitter @Longshanks1307.


Government System

The Normans kept the old English system of government as the English have developed an advanced system of taxes, judiciary, Royal courts worked as a central power while there were small courts in every shire. The Shire was the name of the division as England was divided into divisions and sub-divisions and was run by Sharieffs.

Old England had a permanent treasury at Winchester and was the source of power for the kings. There was also a system of issuing writs to the government officials in the form of instructions or notification of removal or appointment of new officers.


1066: A Timeline of the Norman Conquest

This entry was posted on October 8, 2017 by Peter Konieczny .

Norman knights and archers at the Battle of Hastings depicted in the Bayeux Tapestry

To help you get ready for our Special Issue on the Norman Conquest and the Battle of Hastings, we've prepared a timeline for the events of the year 1066.

January 4 - Edward the Confessor, King of England, dies

January 6 - Harold Godwinson is crowned King of England

Late January - William, Duke of Normandy, begins preparations to invade England to assert his claim over England

12 de agosto - William’s army and fleet are based at St. Valery in Normandy, but are unable to cross the English Channel due to adverse winds

8 de setembro - Harold disbands his army on the south coast of England, believing that William will not attempt a crossing of the English Channel that year

Mid-September - A fleet from Norway arrives on the northeast coast of England, commanded by King Harald Hardrada with Tostig, brother of King Harold

20 de setembro - The Battle of Fulford Gate see the Norse army defeat an English army led by Edwin, Earl of Mercia, and his brother Morcar, Earl of Northumbria. York surrenders to Harald Hardrada

25 de setembro - King Harold Godwinson arrives in York, after a four-day march from southern England, and then defeats and kills Harald and Tostig at the Battle of Stamford Bridge

28 de setembro - After setting sail a day earlier, the Norman fleet lands at Pevensey, on the southern coast of England

September 29 - Duke William occupies Hastings

October 1 - King Harold, still at York, learns of the landing of the Normans and begins a march back to southern England

October 6 - King Harold arrives in London

October 11 - Harold and the English army march out of London and go to Rochester

October 13 - The English army camps at Senlac Hill, about 10 kilometres from Hastings. William marches his forces there.

October 14 - The Battle of Hastings is fought, ending with victory for Duke William and the death of Harold

Mid-October - While the Normans remain near the battlefield, the remaining English leaders return to London and name Edgar the Aetheling the new King of England

October 21 - The Norman army goes to Dover, which surrenders

October 29 - The Normans arrive at Canterbury

novembro - Duke William’s army approaches London, but the city does not surrender to the Normans

Early December - English and Norman leaders meet at Berkhamsted, where Edgar the Aetheling and other English leaders surrender to William

25 de dezembro - Duke William of Normandy is crowned King of England in Westminster Abbey


History of Anglo-Saxon England

Anglo-Saxon England was early medieval England, existing from the 5th to the 11th centuries from the end of Roman Britain until the Norman conquest in 1066. It consisted of various Anglo-Saxon kingdoms until 927 when it was united as the Kingdom of England by King Æthelstan (r. 927–939). It became part of the short-lived North Sea Empire of Cnut the Great, a personal union between England, Denmark and Norway in the 11th century.

The Anglo-Saxons were the members of Germanic-speaking groups who migrated to the southern half of the island of Great Britain from nearby northwestern Europe. Anglo-Saxon history thus begins during the period of sub-Roman Britain following the end of Roman control, and traces the establishment of Anglo-Saxon kingdoms in the 5th and 6th centuries (conventionally identified as seven main kingdoms: Northumbria, Mercia, East Anglia, Essex, Kent, Sussex, and Wessex), their Christianisation during the 7th century, the threat of Viking invasions and Danish settlers, the gradual unification of England under the Wessex hegemony during the 9th and 10th centuries, and ending with the Norman conquest of England by William the Conqueror in 1066.

Anglo-Saxon identity survived beyond the Norman conquest, [1] came to be known as Englishry under Norman rule, and through social and cultural integration with Celts, Danes and Normans became the modern English people.


Customers who viewed this item also viewed

Análise

"Dan has also penned A Wargamer's Guide to 1066 and The Norman Conquest, an era that readers will recognise as much more familiar territory for him. The broad, introductory brief for the work is the same as for the Zulu Wars title and, taken together - and clearly with many more to follow - I can see this building into an excellent range of reference works for wargamers over the coming years. Well done Pen & Sword!"
Wargames Illustrated February 2018

"This is a first class book for war gamers, offering both background and ample information on &lsquohow to go about it&rsquo. Most highly recommended"
Stuart Asquith, Author

This should be a useful guide for anyone wishing to explore the Norman Conquest via wargaming.
Toy Solder & Model Figure Issue 227


The Viking Impact on Old English - PowerPoint PPT Presentation

PowerShow.com is a leading presentation/slideshow sharing website. Whether your application is business, how-to, education, medicine, school, church, sales, marketing, online training or just for fun, PowerShow.com is a great resource. And, best of all, most of its cool features are free and easy to use.

You can use PowerShow.com to find and download example online PowerPoint ppt presentations on just about any topic you can imagine so you can learn how to improve your own slides and presentations for free. Or use it to find and download high-quality how-to PowerPoint ppt presentations with illustrated or animated slides that will teach you how to do something new, also for free. Or use it to upload your own PowerPoint slides so you can share them with your teachers, class, students, bosses, employees, customers, potential investors or the world. Or use it to create really cool photo slideshows - with 2D and 3D transitions, animation, and your choice of music - that you can share with your Facebook friends or Google+ circles. That's all free as well!

For a small fee you can get the industry's best online privacy or publicly promote your presentations and slide shows with top rankings. But aside from that it's free. We'll even convert your presentations and slide shows into the universal Flash format with all their original multimedia glory, including animation, 2D and 3D transition effects, embedded music or other audio, or even video embedded in slides. All for free. Most of the presentations and slideshows on PowerShow.com are free to view, many are even free to download. (You can choose whether to allow people to download your original PowerPoint presentations and photo slideshows for a fee or free or not at all.) Check out PowerShow.com today - for FREE. There is truly something for everyone!

presentations for free. Or use it to find and download high-quality how-to PowerPoint ppt presentations with illustrated or animated slides that will teach you how to do something new, also for free. Or use it to upload your own PowerPoint slides so you can share them with your teachers, class, students, bosses, employees, customers, potential investors or the world. Or use it to create really cool photo slideshows - with 2D and 3D transitions, animation, and your choice of music - that you can share with your Facebook friends or Google+ circles. That's all free as well!


Download Now!

We have made it easy for you to find a PDF Ebooks without any digging. And by having access to our ebooks online or by storing it on your computer, you have convenient answers with Allabout1066 1066 The Norman Conquest School Site Pdf. To get started finding Allabout1066 1066 The Norman Conquest School Site Pdf, you are right to find our website which has a comprehensive collection of manuals listed.
Our library is the biggest of these that have literally hundreds of thousands of different products represented.

Finally I get this ebook, thanks for all these Allabout1066 1066 The Norman Conquest School Site Pdf I can get now!

I did not think that this would work, my best friend showed me this website, and it does! I get my most wanted eBook

wtf this great ebook for free?!

My friends are so mad that they do not know how I have all the high quality ebook which they do not!

It's very easy to get quality ebooks )

so many fake sites. this is the first one which worked! Many thanks

wtffff i do not understand this!

Just select your click then download button, and complete an offer to start downloading the ebook. If there is a survey it only takes 5 minutes, try any survey which works for you.


Assista o vídeo: Historia dodatków Knife of Dunwall oraz Brigmore Witches do pierwszego Dishonored