17 de dezembro de 1942

17 de dezembro de 1942


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

17 de dezembro de 1942

Dezembro de 1942

1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031
> Janeiro

Diplomacia

As Nações Unidas recebem a tarefa de processar aqueles que cometem crimes de guerra contra os judeus



Bombardeiros B-17 capturados na Segunda Guerra Mundial

Já se perguntou o que aconteceu com um B-17 que fez um pouso de emergência em território ocupado? Quando capturados (relativamente) intactos, eram testados pelos alemães e às vezes colocados em serviço!

Os alemães deram início ao Kampfgeschwader 200 (KG 200), uma unidade de operações especiais da Luftwaffe que operaria aviões aliados capturados. Além disso, a unidade realizou operações de bombardeio e transporte especialmente difíceis, voos de reconhecimento de longa distância e testes de projetos de novas aeronaves.

Reunimos algumas fotos de bombardeiros B-17 capturados voando por KG 200:

O primeiro bombardeiro Boeing B-17 Flying Fortress operado pelas forças alemãs, nas marcações KG 200. Este B-17F-27-BO (41-24585 PU-B) teve um pouso forçado perto de Melun, França, por uma tripulação do 303d Grupo de Bombardeio em 12 de dezembro de 1942 e reparado pela equipe de terra da Luftwaffe. [Através da]

B17f-42-30336 pousou em um campo em Norholm Estate perto de Varde Dinamarca em 09/10/1943 após desenvolver problemas no motor, a tripulação empacou e o piloto pousou o avião. Os alemães capturaram o avião e mais tarde o piloto de teste Hans-Werner Lerche voou com o avião para fora do campo de pouso de Esbjerg. Foi então transportado para Rechlin para avaliação, recebeu o código 7 + 8 e sabe-se que voou até dezembro de 1944. [Via]

Um B-17 capturado envolto em rede de camuflagem [Via]

B-17F-85-BO "Flak Dancer" (42-30048) de 544BS 384BG [Via]

Vídeo


Nasceu neste dia na história, 17 de dezembro

Comemorando o aniversário hoje
Paula Radcliffe
Nascido em: 17 de dezembro de 1973 Davenham, Cheshire, Reino Unido
Conhecido por :
Paula Radcliffe é conhecida como uma corredora de longa distância de classe mundial que é a atual detentora do recorde mundial da maratona feminina. Ela ganhou a maioria das principais maratonas em algum momento de sua carreira, incluindo a Maratona de Londres, a Maratona de Nova York e o Campeonato Mundial Maratona, mas com todo aquele talento e também recordista mundial nunca conquistou uma medalha na maior etapa de todos os "Jogos Olímpicos.

Peter Snell
Nascido em: 17 de dezembro de 1962 Opunake, Nova Zelândia
Conhecido por: Peter Snell é um corredor de meia distância neozelandês que alcançou 3 medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos dos anos 60 800 metros em Roma 1960 e 800 e 1500 metros em Tóquio 1964. Ele também foi o detentor do recorde da World Mile por um tempo


East Longmeadow, MA. & # 8211 17 de dezembro de 1942

Por volta das 11h30 do dia 17 de dezembro de 1942, o tenente Raymond Murby, 23, da cidade de Nova York, pilotava um P-47 Thunderbolt sobre o centro de Massachusetts quando o motor repentinamente perdeu toda a potência. A aeronave foi observada por uma testemunha terrestre a entrar em um mergulho íngreme, com o tenente Murby lutando para recuperar o controle. Quando ele estava quase no chão, Murby foi capaz de endireitar a aeronave em uma quilha uniforme, e ela foi vista voando por cima de uma fileira de casas e um celeiro, quase atingindo os telhados. A aeronave então caiu a cerca de 20-25 pés sobre o solo coberto de neve antes de colidir com um grupo de pinheiros brancos na borda de um campo, arrancando ambas as asas. Quando a fuselagem parou, não houve fogo e o tenente Murby conseguiu se livrar, apesar do fato de estar gravemente ferido. Ele tentou caminhar em direção a algumas casas que podia ver através das árvores, mas descobriu que não conseguia usar as pernas. Lá ele ficou até que o resgate o encontrou cerca de meia hora depois.

Fonte: Jornal desconhecido, & # 8220Army Plane Crashes Near City & # 8211 East Long Meadow Line Pilot Rushed To Hospital & # 8221, 17 de dezembro de 1942


Photoplay

O Photoplay começou a ser publicado em 1911. Às vezes mudou os títulos por um tempo para incluir títulos de publicações com as quais se fundiu, como Movie Mirror e TV-Radio Mirror. A primeira edição com direitos autorais renovados foi de janeiro de 1944 (v. 24 no. 2). A primeira contribuição ativamente renovada com direitos autorais é de agosto de 1926. (Mais detalhes) (Algumas das lacunas nas listagens aqui são devido a direitos autorais ativos renovados.) Photoplay cessou a publicação em 1980.

Arquivos persistentes de problemas completos

  • 1914: O Internet Archive tem a edição de novembro de 1914.
  • 1914: O Internet Archive tem a edição de dezembro de 1914.
  • 1915: O Internet Archive tem a edição de janeiro de 1915.
  • 1915: O Internet Archive tem a edição de fevereiro de 1915.
  • 1915: O Internet Archive tem a edição de março de 1915.
  • 1915: O Internet Archive tem a edição de abril de 1915.
  • 1915: O Internet Archive tem a edição de maio de 1915.
  • 1915: O Internet Archive tem a edição de junho de 1915.
  • 1915: O Internet Archive tem a edição de julho de 1915.
  • 1915: O Internet Archive tem a edição de setembro de 1915.
  • 1915: O Internet Archive tem a edição de outubro de 1915.
  • 1915: O Internet Archive tem a edição de dezembro de 1915.
  • 1915-1916: O Google Livros vai de dezembro de 1915 a maio de 1916.
  • 1916: O Internet Archive tem julho-dezembro de 1916.
  • 1917: O Internet Archive tem de fevereiro a setembro de 1917.
  • 1917: O Google Livros vai de março a maio de 1917.
  • 1917-1918: O Google Livros tem dezembro de 1917 a fevereiro de 1918 e maio, junho e setembro de 1918.
  • 1918: O Internet Archive tem julho-dezembro de 1918.
  • 1919: O Internet Archive vai de janeiro a junho de 1919.
  • 1920: O Internet Archive vai de janeiro a junho de 1920.
  • 1920: O Internet Archive tem julho-dezembro de 1920.
  • 1921: O Internet Archive tem a edição de janeiro de 1921.
  • 1921: O Internet Archive vai de fevereiro a junho de 1921.
  • 1921: O Internet Archive tem julho-dezembro de 1921.
  • 1922: O Internet Archive vai de janeiro a junho de 1922.
  • 1922: O Internet Archive tem julho-dezembro de 1922.
  • 1923: O Internet Archive vai de janeiro a junho de 1923.
  • 1923: O Internet Archive tem julho-dezembro de 1923.
  • 1924: O Internet Archive vai de janeiro a junho de 1924.
  • 1924: O Internet Archive tem julho-dezembro de 1924.
  • 1925: O Internet Archive vai de janeiro a junho de 1925.
  • 1925: O Internet Archive tem julho-dezembro de 1925.
  • 1926: O Internet Archive vai de janeiro a junho de 1926.
  • 1927: O Internet Archive vai de janeiro a junho de 1927.
  • 1929: O Internet Archive tem julho-dezembro de 1929.
  • 1930: O Internet Archive vai de janeiro a junho de 1930.
  • 1930: O Internet Archive tem julho-dezembro de 1930.
  • 1931: O Internet Archive tem julho-dezembro de 1931.
  • 1932: O Internet Archive vai de janeiro a junho de 1932.
  • 1932: O Internet Archive tem julho-dezembro de 1932.
  • 1933: O Internet Archive vai de janeiro a junho de 1933.
  • 1933: O Internet Archive tem julho-dezembro de 1933.
  • 1934: O Internet Archive vai de janeiro a junho de 1934.
  • 1934: O Internet Archive tem julho-dezembro de 1934.
  • 1935: O Internet Archive vai de janeiro a junho de 1935.
  • 1937: O Internet Archive foi de outubro a dezembro de 1937. (Ele pode estar incorreto na página de rosto).
  • 1938: O Internet Archive vai de janeiro a junho de 1938.
  • 1941: O Internet Archive vai de janeiro a junho de 1941.
  • 1941: O Internet Archive tem julho-dezembro de 1941.
  • 1942: O Internet Archive vai de janeiro a junho de 1942.
  • 1942: O Internet Archive tem julho-dezembro de 1942.
  • 1943: O Internet Archive vai de janeiro a junho de 1943.
  • 1943: O Internet Archive tem julho-dezembro de 1943.
  • 1945: O Internet Archive tem julho-dezembro de 1945.
  • 1946: O Internet Archive vai de janeiro a junho de 1946.
  • 1946: O Internet Archive tem julho-dezembro de 1946.
  • 1947: O Internet Archive vai de janeiro a junho de 1947.
  • 1947: O Internet Archive tem julho-dezembro de 1947.
  • 1948: O Internet Archive vai de janeiro a junho de 1948.
  • 1948: O Internet Archive tem julho-dezembro de 1948.
  • 1949: O Internet Archive vai de janeiro a junho de 1949.
  • 1949: O Internet Archive tem julho-dezembro de 1949.
  • 1950: O Internet Archive vai de janeiro a junho de 1950.
  • 1950: O Internet Archive vai de julho a dezembro de 1950.
  • 1951: O Internet Archive vai de janeiro a junho de 1951.
  • 1951: O Internet Archive tem julho-dezembro de 1951.
  • 1952: O Internet Archive vai de janeiro a junho de 1952.
  • 1952: O Internet Archive tem julho-dezembro de 1952.
  • 1953: O Internet Archive vai de janeiro a junho de 1953.
  • 1953: O Internet Archive tem julho-dezembro de 1953.
  • 1954: O Internet Archive vai de janeiro a junho de 1954.
  • 1954: O Internet Archive tem julho-dezembro de 1954.
  • 1955: O Internet Archive vai de janeiro a junho de 1955.
  • 1955: O Internet Archive tem julho-dezembro de 1955.
  • 1956: O Internet Archive vai de janeiro a junho de 1956.
  • 1956: O Internet Archive tem julho-dezembro de 1956.
  • 1957: O Internet Archive vai de janeiro a junho de 1957.
  • 1957: O Internet Archive tem julho-dezembro de 1957.
  • 1958: O Internet Archive vai de janeiro a junho de 1958.
  • 1958: O Internet Archive tem julho-dezembro de 1958.
  • 1959: O Internet Archive vai de janeiro a junho de 1959.
  • 1959: O Internet Archive tem julho-dezembro de 1959.
  • 1960: O Internet Archive vai de janeiro a junho de 1960.
  • 1960: O Internet Archive tem julho-dezembro de 1960.
  • 1961: O Internet Archive vai de janeiro a junho de 1961.
  • 1961: O Internet Archive tem julho-dezembro de 1961.
  • 1962: O Internet Archive vai de janeiro a junho de 1962.
  • 1962: O Internet Archive tem julho-dezembro de 1962.
  • 1963: O Internet Archive vai de janeiro a junho de 1963.
  • 1963: O Internet Archive tem julho-dezembro de 1963.

Este é um registro de um arquivo serial importante. Esta página é mantida para a página de livros online. (Veja nossos critérios para listar arquivos em série.) Esta página não tem nenhuma afiliação com o periódico ou seu editor.


17 de dezembro de 1942 - História

A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, adotada por todos os Estados-Membros das Nações Unidas em 2015, fornece um plano compartilhado para a paz e a prosperidade para as pessoas e o planeta, agora e no futuro. Em seu cerne estão os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que são um apelo urgente à ação de todos os países - desenvolvidos e em desenvolvimento - em uma parceria global. Eles reconhecem que a erradicação da pobreza e outras privações deve ser acompanhada de estratégias que melhorem a saúde e a educação, reduzam a desigualdade e estimulem o crescimento econômico - ao mesmo tempo em que enfrentamos a mudança climática e trabalhamos para preservar nossos oceanos e florestas.

Os ODS se baseiam em décadas de trabalho de países e da ONU, incluindo o Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais da ONU

  • Em junho de 1992, na Cúpula da Terra no Rio de Janeiro, Brasil, mais de 178 países adotaram a Agenda 21, um plano de ação abrangente para construir uma parceria global para o desenvolvimento sustentável para melhorar a vida humana e proteger o meio ambiente.
  • Os Estados Membros adotaram por unanimidade a Declaração do Milênio na Cúpula do Milênio em setembro de 2000 na Sede da ONU em Nova York. A Cúpula levou à elaboração de oito Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) para reduzir a pobreza extrema até 2015.
  • A Declaração de Joanesburgo sobre Desenvolvimento Sustentável e o Plano de Implementação, adotado na Cúpula Mundial sobre Desenvolvimento Sustentável na África do Sul em 2002, reafirmou os compromissos da comunidade global com a erradicação da pobreza e o meio ambiente, e se baseou na Agenda 21 e na Declaração do Milênio, incluindo mais ênfase em parcerias multilaterais.
  • Na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio + 20) no Rio de Janeiro, Brasil, em junho de 2012, os Estados Membros adotaram o documento final "O Futuro que Queremos", no qual decidiram, entre outros, lançar um processo de desenvolvimento um conjunto de ODS para construir sobre os ODM e estabelecer o Fórum Político de Alto Nível sobre Desenvolvimento Sustentável da ONU. O resultado da Rio + 20 também continha outras medidas para implementar o desenvolvimento sustentável, incluindo mandatos para futuros programas de trabalho no financiamento do desenvolvimento, pequenos estados insulares em desenvolvimento e muito mais.
  • Em 2013, a Assembleia Geral criou um Grupo de Trabalho Aberto de 30 membros para desenvolver uma proposta sobre os ODS.
  • Em janeiro de 2015, a Assembleia Geral iniciou o processo de negociação da agenda de desenvolvimento pós-2015. O processo culminou na adoção subsequente da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, com 17 ODS em seu núcleo, na Cúpula do Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas em setembro de 2015.
  • 2015 foi um ano marcante para o multilateralismo e a formulação de políticas internacionais, com a adoção de vários acordos importantes:
      (Março de 2015) (julho de 2015) com seus 17 ODS foi adotado na Cúpula de Desenvolvimento Sustentável da ONU em Nova York em setembro de 2015. (dezembro de 2015)
  • Hoje, a Divisão de Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (DSDG) do Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais das Nações Unidas (UNDESA) fornece apoio substantivo e capacitação para os ODS e suas questões temáticas relacionadas, incluindo água, energia, clima, oceanos, urbanização , transporte, ciência e tecnologia, o Relatório de Desenvolvimento Sustentável Global (GSDR), parcerias e Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento. O DSDG desempenha um papel fundamental na avaliação da implementação da Agenda 2030 em todo o sistema das Nações Unidas e nas atividades de promoção e divulgação relacionadas aos ODS. Para tornar a Agenda 2030 uma realidade, a ampla apropriação dos ODS deve se traduzir em um forte compromisso de todas as partes interessadas para implementar as metas globais. O DSDG visa ajudar a facilitar esse engajamento.

    Siga o DSDG no Facebook em www.facebook.com/sustdev e no Twitter em @SustDev.


    17 de dezembro de 1942 - História

    A merica se juntou à campanha aérea estratégica da Grã-Bretanha projetada para destruir a capacidade industrial da Alemanha nazista logo após sua entrada na Segunda Guerra Mundial. Lançando Boeing B-17 "Flying Fortresses" e Consolidated B-24 "Liberators" de bases no interior do leste da Inglaterra, os americanos bombardearam seus alvos durante o dia, enquanto os britânicos atacaram à noite.

    Até 1.000 desses bombardeiros pesados ​​tomariam parte em um ataque - os aviões voando em uma formação tridimensional em que caixas de aeronaves eram empilhadas umas sobre as outras para tirar o máximo proveito de seu poder de fogo defensivo combinado. A confiança inicial de que apenas as defesas dos bombardeiros poderiam repelir os ataques dos caças inimigos foi rapidamente destruída. As perdas foram altas. Só depois que aviões de caça de longo alcance capazes de escoltar os bombardeiros de e para seus alvos foram disponibilizados que as perdas caíram para um nível aceitável.

    Tripulado por uma tripulação de 10, as muitas metralhadoras pesadas que se eriçavam na frente, atrás, em cima, em baixo e nas laterais do quadrimotor


    Os B-17 voam em formação. Acima, trilhas de vapor
    rastreie o caminho tortuoso de sua escolta de lutadores.
    O B-17 ganhou o apelido de "Fortaleza Voadora". Nos dias em que uma missão era planejada, os aviadores eram acordados nas primeiras horas da manhã e alimentados com um farto café da manhã, seguido de um briefing descrevendo a missão. Eles seriam então levados para seus aviões e aguardariam o sinal para decolar. Uma vez no alto, "navios de chumbo" de cores vivas direcionariam os bombardeiros para pontos pré-determinados onde eles se organizariam em suas formações de ataque.

    As missões que penetram profundamente no território inimigo podem durar até oito horas e ser preenchidas com uma expectativa ansiosa enquanto todos os olhos procuram os defensores inimigos nos céus. Eles podiam esperar ataques de caças armados com metralhadoras, canhões e foguetes, bem como fogo antiaéreo pesado do solo e até mesmo bombas lançadas de cima. Esperava-se que os bombardeiros mantivessem suas posições a todo custo - a fim de fornecer o fogo defensivo mais eficaz e garantir os resultados mais devastadores assim que suas bombas fossem lançadas.

    Os aviões não tinham aquecimento e estavam abertos para o ar exterior. A tripulação usava roupas com aquecimento elétrico e luvas grossas que forneciam alguma proteção contra temperaturas que podiam cair até 60 graus abaixo de zero. Uma vez acima de 10.000 pés, eles colocaram máscaras de oxigênio enquanto os aviões continuavam a subir ao seu nível operacional que poderia chegar a 29.000 pés. Ao se aproximar do alvo, cada membro da tripulação vestia um traje antiaéreo de 30 libras e um capacete de aço projetado para proteger contra o fogo antiaéreo. Os paraquedas eram muito volumosos para serem usados ​​o tempo todo, mas os tripulantes usavam um arnês que lhes permitia prender rapidamente o paraquedas quando necessário.

    Antes de 1944, a jornada de serviço de um tripulante era fixada em 25 missões. Como medida dos perigos que enfrentariam, estima-se que o tripulante médio tinha apenas uma chance em quatro de realmente completar seu serviço.

    Joseph Hallock era um primeiro-tenente de 22 anos servindo como bombardeiro a bordo do "Ginger" um B-17 voando para fora de sua base ao norte de Londres. Hallock abandonou a faculdade para se alistar na Força Aérea do Exército em junho de 1942. Após treinar como bombardeiro, ele chegou à Inglaterra em novembro de 1943 e iniciou sua carreira de combate no último dia do ano:

    "Minha primeira incursão foi no dia 31 de dezembro, em Ludwigshaven. Naturalmente, sem saber como seria, não fiquei com medo. Um pouco doente, talvez, mas não com medo. Isso vem depois, quando você começa para entender quais são as suas chances de sobrevivência. Assim que cruzamos para a Alemanha, avistamos alguns flak, mas era uma boa distância abaixo de nós e parecia bonito e não perigoso: puffs de cores diferentes formando um padrão macio e macio debaixo do nosso avião. Um bombardeiro senta-se bem no nariz de plexiglas de um forte, então ele vê tudo perfeitamente disposto à sua frente, como um tapete de sala de estar. A princípio, pareceu-me que eu simplesmente tinha mudado para um show maravilhoso. ' Superei a sensação de mal estar, havia tanto para assistir.

    Corremos sobre o alvo, retiramos nossas bombas e, aparentemente, fizemos um bom trabalho. Talvez tenha sido o piloto automático e a mira de bomba que cuidaram disso, mas tenho certeza de que fui legal o suficiente naquele primeiro ataque para fazer meu trabalho sem pensar muito sobre isso. Então, no


    O B-17G
    No caminho de volta para casa, alguns Focke-Wulfs apareceram, armados com foguetes, e eu vi três B-I7s em diferentes grupos ao nosso redor explodirem de repente e cairem no céu. Simplesmente exploda e caia no céu. Hoje em dia, se você se depara com algo horrível acontecendo, você sempre pensa: 'Meu Deus, é como um filme', e foi o que pensei. Tive a sensação de que os aviões não estavam realmente caindo e queimando, os homens dentro deles não estavam realmente morrendo e tudo acabaria feliz no final. Então, muito baixinho pelo interfone, nosso artilheiro disse: 'Sinto muito, senhor, fui atingido'.

    Eu me arrastei de volta para ele e descobri que ele tinha sido ferido na lateral da cabeça - não profundamente, mas o suficiente para que estivesse sangrando muito. Além disso, ele tinha muito pó de plexiglas de sua torre quebrada em seus olhos, então ele estava, pelo menos por enquanto, cego. Embora ele fosse cego, ele ainda era capaz de usar as mãos, e eu pedi ele disparasse suas armas sempre que tivesse notícias minhas. Achei que algumas rajadas de vez em quando a partir dos cinquenta anos manteriam os alemães longe de nós, e também achei que daria ao garoto algo em que pensar, além do fato de que ele havia sido atingido. Quando voltei ao nariz, o piloto me disse que nosso motor nº 4 havia sido disparado. Gradualmente, perdemos nosso lugar na formação e voamos quase sozinhos sobre a França. Essa é a coisa mais perigosa que pode acontecer a um forte aleijado, mas os caças alemães felizmente desistiram e nós passamos direto pelo topo do flak até o Canal. "

    "Eles chegaram tão perto que pude ver os rostos dos pilotos."

    No início de 1944, o número de missões necessárias para completar sua missão foi estendido de 25 para 30. Isso significava que o tenente Hallock e seus amigos, cada um dos quais contando cada missão, agora tinham mais cinco para voar. Pegamos sua história quando ele começa sua 27ª (e pior) missão:

    "Tínhamos a sensação, porém, de que esse show de Augsburg estava fadado a ser difícil, e foi. Fizemos nossas corridas e soltamos nossas bombas no meio de um inferno de uma briga de cães. Nosso líder de grupo foi abatido e cerca de um Cento e cinquenta ou duzentos caças alemães enxamearam sobre nós enquanto íamos para casa. Então, gritando de algum lugar, um projétil de canhão de vinte milímetros explodiu no nariz do nosso forte. Ele quebrou o plexiglas, quebrou meu interfone e as conexões de oxigênio, e um fragmento cortou meu macacão aquecido e a roupa à prova de balas. Pude sentir que queimava meu ombro e braço direito. Minha primeira reação foi desconectar minha roupa de banho. Tive a ideia de que poderia ser eletrocutado se não o fizesse.

    Eu me arrastei de volta para o avião, me perguntando se mais alguém precisava de primeiros socorros. Eu não conseguia me comunicar com eles, sabe, com meu telefone


    Um B-17 sucumbe a um ataque.
    morto. Descobri que dois projéteis haviam atingido a cintura do avião, explodindo os cintos de cartuchos ali armazenados, e que um atirador da cintura havia sido atingido na testa e o outro na veia jugular. Pensei: 'Estou ferido, mas sou o único homem no navio que pode fazer esse trabalho direito.' Coloquei meu dedo contra a veia jugular do atirador, apliquei bandagens de pressão e injetei morfina nele. Em seguida, borrifei a ferida do outro homem com pó de sulfa. Não tínhamos plasma a bordo, então não havia muito mais que eu pudesse fazer. Quando eu disse ao piloto que meu conjunto de cabeça havia explodido, o artilheiro de cauda pensou ter ouvido alguém dizer que minha cabeça havia explodido e gritou que queria pular. O piloto garantiu que eu estava apenas ferido. Então me arrastei de volta para o nariz do navio para manusear minha arma, mexendo nos meus ferimentos quando pude e fazendo uso de uma garrafa de oxigênio de emergência.

    Os caças alemães nos perseguiram por cerca de 45 minutos. Eles chegaram tão perto que pude ver os rostos dos pilotos, e atirei tão rápido que minha arma emperrou. Voltei para a pistola de ponta esquerda e disparei com ela até que emperrou. Naquela época, já tínhamos ficado para trás do resto do grupo, mas os alemães estavam começando a afrouxar. Estava se transformando em uma questão de saber se poderíamos fugir para casa sem ter que resgatar. O avião foi bastante atingido e todo o sistema de oxigênio foi cortado em pedaços. O piloto nos disse que tínhamos a opção de tentar voltar para a Inglaterra, o que seria quase impossível, ou de voar para a Suíça e ser internado, o que seria bastante fácil. Ele nos perguntou o que queríamos fazer. Eu teria votado na Suíça, mas estava tão ocupado distribuindo garrafas de oxigênio que, antes de ter a chance de dizer qualquer coisa, os outros homens disseram: 'Que diabos, vamos tentar pela Inglaterra.' Depois de um tempo, com o oxigênio de emergência acabando, tivemos que descer a dez mil pés, o que é perigosamente baixo. Vimos quatro lutadores mortos à nossa frente, em algum lugar na França, e pensamos que estávamos vencidos. Depois de um ou dois minutos, descobrimos que eram P-47s, mais bonitos do que qualquer mulher que já existiu. Eu disse: 'Acho que agora é a hora para uma breve oração, homens. Obrigado, Deus, pelo que você fez por nós. '"

    Última Missão: "Mais um, mais um, mais um."

    A vigésima oitava [missão] foi em Berlim, e eu estava morrendo de medo de morrer. O fim estava se aproximando e minha sorte estava fadada a se esgotar cada vez mais rápido. A invasão não foi tão ruim, porém, e voltamos em segurança. A vigésima nona missão foi para Thionville, na França, e tudo em que pensei nessa missão foi 'Mais um, mais um, mais um.' Minha última missão foi em Saarbriicken. Um dos artilheiros de cintura era novo, um garoto como o garoto que eu era seis meses antes. Ele não estava nem um pouco assustado - apenas arrogante e animado. Em Saarbriicken ele foi ferido no pé por uma bala, e eu tive que lhe dar os primeiros socorros. Ele agiu mais surpreso do que magoado. Ele tinha uma expressão em seu rosto como uma criança que foi enganada por adultos.

    Isso foi apenas o começo para ele, mas foi o fim para mim. "

    Referências:
    A entrevista com Josepgh Hallock foi publicada originalmente no Revista New Yorker em 12 de agosto de 1944, republicado em The New Yorker Book of War Pieces (1947) Pitt, Barrie (ed.), The Military History of World War II (1986) Stokesbury, James L., A Short History of World War II ( 1980).


    17 de dezembro de 1942 - História

    Lista por número de série da Força Aérea do Exército dos EUA (USAAF)
    Modelo B
    B-17B 38-215 anexado ao Destacamento de Teste em Tempo Frio em Ladd Field, Alasca durante 1941-42
    B-17B 38-219 servido no Panamá, 6º AF convertido em um transporte RB-17B. Levantado em Salinas, Equador, em 7 de janeiro de 1944
    B-17B 38-220 servido no Panamá, caiu Trinadad
    B-17B 38-221 servido no Panamá
    B-17B 38-222 servido no Panamá
    B-17B 38-263 servido no Panamá
    B-17B 38-264 piloto da Força de preço pousou em 18 de março de 1942 Campo de aviação da Cidade da Guatemala
    B-17B 38-265 servido no Panamá
    B-17B 38-266 servido no Panamá
    B-17B 39-4 servido no Panamá
    C Model
    A força piloto do B-17C 40-2045 Kelly pousou em 10 de dezembro de 1941
    B-17C 40-2048 destruído no terreno em 8 de dezembro de 1941
    A força piloto de Richards do B-17C 40-2049 pousou em 7 de dezembro de 1941
    B-17C 40-2053 (RAF AN522) caiu em 22 de junho de 1941 perto da ponte Catterick
    O piloto B-17C 40-2054 Cooper pousou em 7 de dezembro de 1941
    O piloto B-17C 40-2062 Cox caiu em 3 de fevereiro de 1942
    O piloto B-17C 40-2063 Dennis caiu em 29 de maio de 1943
    B-17C 40-2067 destruído no terreno em 8 de dezembro de 1941
    O piloto B-17C & quotPamela / Miss E.M.F. & quot 40-2072 Gidcumb caiu em 14 de junho de 1943
    B-17C 40-2074 destruído em 7 de dezembro de 1941
    B-17C 40-2077 destruído no terreno em 8 de dezembro de 1941
    Modelo D
    B-17D 40-3059 destruído no solo em 8 de dezembro de 1941
    B-17D 40-3061 destruído no solo em 28 de fevereiro de 1942
    B-17D 40-3064 destruído em 16 de janeiro de 1942
    Os tetos do piloto B-17D 40-3067 caíram em 28 de janeiro de 1942
    B-17D 40-3068 destruído no solo em 8 de dezembro de 1941
    B-17D 40-3069 destruído no terreno em 8 de dezembro de 1941
    O piloto B-17D 40-3073 Adams caiu em 14 de dezembro de 1941
    B-17D 40-3075 destruído no solo em 8 de dezembro de 1941
    B-17D 40-3078 destruído por metralhamento em 3 de fevereiro de 1942 Campo de aviação de Malang
    B-17D 40-3079 Skiles piloto caiu em 14 de março de 1942
    B-17D 40-3076 destruído no solo em 8 de dezembro de 1941
    B-17D 40-3088 destruído no terreno em 8 de dezembro de 1941
    O piloto B-17D 40-3089 Cherry abandonou 21 de outubro de 1942
    B-17D 40-3094 destruído no solo em 8 de dezembro de 1941
    B-17D 40-3095 destruído no solo em 8 de dezembro de 1941 capturado por japoneses e voado no Japão
    B-17D & quotSwoose & quot 40-3097 em restauração no Museu da USAF
    B-17D 40-3099 destruído no solo em 8 de dezembro de 1941
    E Model
    O piloto do B-17E 41-2396 Edmundson abandonou 7 de janeiro de 1943
    B-17E 41-2402 piloto Cooper abandonou 27 de dezembro. Tripulação de 1941 resgatada
    Piloto B-17E 41-2403 Woodruff abandonado em 27 de janeiro de 1943
    O piloto do B-17E 41-2404 Van Haur abandonado em 12 de setembro de 1942
    B-17E 41-2408 descartado em outubro de 1944
    B-17E & quotOld Maid & quot 41-2409 caiu em 25 de novembro de 1942 e foi cancelado
    B-17E 41-2411 caiu em 21 de janeiro de 1943 na Guatemala, a tripulação sobreviveu
    B-17E 41-2412 servido no Panamá, retornou aos Estados Unidos provavelmente descartado
    B-17E 41-2413 pilotou Sesso valado em 13 de abril de 1943
    B-17E & quotCidade de São Francisco & quot 41-2415 destino final desconhecido provavelmente descartado
    B-17E & quotSan Antonio Rose & quot 41-2416 cancelado em Brisbane em 31 de janeiro de 1944
    B-17E & quotMonkey Bizz-Ness & quot 41-2417 descartado em 1946
    B-17E 41-2418 destruído em solo no campo de aviação de Bandoeng
    B-17E 41-2419 a força piloto Hughes pousou em 22 de janeiro de 1942 capturada por japoneses
    B-17E & quotBessie The Jap Basher & quot 41-2420 piloto Norton abandonou 24 de setembro de 1942
    O piloto do B-17E 41-2421 McPherson caiu em 16 de julho de 1942
    B-17E 41-2422 servido no Panamá
    B-17E 41-2424 servido no Panamá
    B-17E 41-2425 servido no Panamá
    B-17E 41-2426 descartado em 31 de dezembro de 1945
    B-17E & quotOle Sh'asta & quot 41-2428 piloto Harp MIA 28 de dezembro de 1942
    B-17E & quotPor que não fazemos isso com mais frequência & quot 41-2429 piloto Pease caiu em 7 de agosto de 1942
    B-17E & quotNaughty But Nice & quot 41-2430 piloto Sarsfield abatido em 26 de junho de 1943
    B-17E & quotThe Last Straw & quot 41-2432 sucateado em Brisbane em janeiro de 1945
    B-17E 41-2433 descartado em 1945
    O piloto B-17E 41-2434 Hoevet caiu em 16 de agosto de 1942
    B-17E 41-2435 piloto Watson caiu em 2 de agosto de 1942
    B-17E 41-2437 cancelado em 15 de junho de 1944
    B-17E 41-2438 descartado
    O piloto B-17E 41-2443 Cox caiu em 5 de abril de 1942
    B-17E 41-2444 retornou aos Estados Unidos e sucateado
    B-17E 41-2445 cancelado em 9 de dezembro de 1942
    Força piloto Eaton B-17E 41-2446 (também conhecido como 'The Swamp Ghost') pousou em 23 de fevereiro de 1942
    B-17E 41-2448 servido no Panamá, descartado em 1945
    B-17E 41-2449 destruído em 3 de março de 1942 no campo de aviação de Broome
    B-17E 41-2450 servido no Panamá
    B-17E 41-2451 servido no Panamá
    A força piloto Hawthorne B-17E 41-2452 pousou em 9 de agosto de 1942
    B-17E 41-2453 atribuído ao 7º BG e 19º BG no Havaí retornou aos EUA e descartado no pós-guerra
    B-17E 41-2454 destruído em 3 de março de 1942 no campo de aviação de Broome
    B-17E 41-2455 destruído em 20 de fevereiro de 1942 no campo de aviação de Singosari por ataque aéreo japonês
    B-17E & quotYankee Diddl'er & quot 41-2458 escapado em janeiro de 1945
    B-17E 41-2459 danificado em 16 de janeiro de 1942 e anulado e destruído como o primeiro B-17E perdido no Pacífico
    B-17E 41-2460 piloto Bechtol danificado em 30 de julho de 1942 posteriormente resgatado
    B-17E & quotEl Toro & quot 41-2461 destruído no solo em 25 de abril de 1942
    B-17E & quot'Tojo's Jinx / Billy & quot 41-2462 escapou 1945
    B-17E & quotYankee Doodle & quot 41-2463 piloto Roddenberry caiu em 2 de agosto de 1943
    B-17E & quotQueenie & quot 41-2464 piloto Piehl MIA 8 de julho de 1944
    B-17E 41-2466 destruído em 19 de fevereiro de 1942 no campo de aviação de Bandoeng por ataque aéreo japonês
    B-17E 41-2467 descartado
    B-17E 41-2468 força desembarcou em 25 de janeiro de 1942 destino final desconhecido
    B-17E 41-2469 a força piloto de Swanson pousou em 3 de fevereiro de 1942
    B-17E 41-2471 danificado em 8 de fevereiro de 1942 destruído por sabotagem, capturado por japoneses
    B-17E 41-2476 piloto Sparks caiu em 29 de janeiro de 1942, 9 desaparecidos
    B-17E 41-2478 destruído em 20 de fevereiro de 1942 no campo de aviação de Singosari por ataque aéreo japonês
    B-17E & quotOld Topper & quot 41-2481 caiu em 8 de julho de 1943
    B-17E 41-2484 destruído em 20 de fevereiro de 1942 no campo de aviação de Singosari por ataque aéreo japonês
    B-17E 41-2486 retornou aos Estados Unidos durante novembro de 1942
    B-17E 41-2487 convertido em um transporte
    B-17E 41-2488 destruído em 20 de fevereiro de 1942 no campo de aviação Singosari por ataque aéreo japonês
    B-17E & quotSuzy Q & quot 41-2489 atingido em 15 de julho de 1946
    B-17E 41-2493 destruído em 19 de fevereiro de 1942 estacionado no campo de aviação Bandoeng em Java
    B-17E & quotTojo's Nightmare & quot 41-2497 piloto Compton caiu em 24 de março de 1944
    B-17E 41-2498 destruído em 20 de fevereiro de 1942 no campo de aviação de Singosari por ataque aéreo japonês
    B-17E 41-2503 destruído em 19 de fevereiro de 1942 estacionado no campo de aviação Bandoeng em Java
    B-17E 41-2504 operado no Panamá de abril de 1942 a julho de 1944
    O piloto B-17E 41-2505 Fagen caiu em 25 de abril de 1942, 8 desaparecidos, permanece recuperado 1986-1987, identificado em 1990 resolvido
    B-17E 41-2507 piloto Godman abandonou 12 de março de 1942 em Illigan Bay fora de Mindanao
    B-17E & quotJap Happy & quot 41-2520 descartado em 18 de julho de 1945
    O piloto B-17E & quotGoonie & quot 41-2523 Unruh abandonou 20 de março de 1943
    B-17E 41-2524 participou da Batalha de Midway
    B-17E & quotMadame X & quot 41-2525 piloto Snoddy MIA 10 de junho de 1943
    O piloto B-17E & quotCity of San Francisco & quot 41-2529 Kramer abandonou 5 de junho de 1942, com 1 desaparecido
    B-17E 41-2536 piloto Frost MIA 22 de novembro de 1942
    B-17E 41-2544 servido no Panamá
    B-17E 41-2569 servido no Panamá
    O piloto do B-17E 41-2586 McWilliams caiu em 21 de janeiro de 1943
    B-17E & quotBataan & quot 41-2593 descartado
    B-17E 41-2594 descartado
    B-17E & quotTugboat Annie & quot 41-2599 piloto Lean abandonou 16 de janeiro de 1943
    B-17E 41-2600 descartado em 17 de dezembro de 1945
    O piloto B-17E 41-2604 Birleffi caiu em 8 de julho de 1942
    B-17E & quotLoose Goose & quot 41-2609 Voado de volta aos EUA, descartado
    B-17E & quotBlue Goose & quot 41-2616 piloto Waskowitz caiu em 29 de setembro de 1942
    O piloto B-17E 41-2617 Hillhouse caiu em 7 de agosto de 1942
    O piloto B-17E & quotThe Daylight Ltd & quot 41-2621 Casper caiu em 26 de agosto de 1942
    B-17E & quotR.F.D. O piloto Tojo & quot 41-2627 Hutchison caiu em 26 de dezembro de 1943
    B-17E 41-2630 descartado em 10 de setembro de 1945
    B-17E 41-2631 caiu em 7 de maio de 1942
    B-17E & quotCrock O 'Crap & quot 41-2632 descartado
    B-17E & quotSally & quot 41-2633 descartado em maio de 1945
    B-17E & quotRed Moose Express & quot 41-2634 piloto Brenneman abatido em 3 de agosto de 1943
    O piloto B-17E 41-2635 Hancock caiu em 1º de novembro de 1942
    O piloto B-17E 41-2636 Holdridge caiu em 13 de julho de 1942
    B-17E & quotReady Betty - Gone Forever & quot 41-2637 Retornou aos EUA em novembro de 1943
    B-17E 41-2639 cancelado em 19 de janeiro de 1943
    B-17E & quotTojo's Physic & quot 41-2640 piloto Carey O'Brien caiu em 30 de julho de 1942
    O piloto B-17E 41-2643 Grundman caiu em 9 de agosto de 1942
    B-17E & quotMiss Carriage & quot 41-2645 piloto Crowell MIA 1 de dezembro de 1942 missão de busca
    B-17E 41-2648 participou da Batalha de Midway
    A força B-17E 41-2649 desembarcou em 23 de agosto de 1945
    O piloto do B-17E 41-2650 Burcky caiu em 17 de setembro de 1942
    O piloto do B-17E 41-2652 Habberstad caiu em 7 de maio de 1942
    B-17E & quotCraps For The Japs & quot 41-2653 piloto LaPorte MIA 2 de setembro de 1943
    B-17E 41-2655 piloto Lindsay acidente em 13 de julho de 1942
    B-17E "Chief Seattle" 41-2656 pilot Cook MIA August 14, 1942
    B-17E "Old Faithful" 41-2657 scrapped June 21, 1945
    B-17E "Frank Buck" 41-2659 scrapped July 27, 1943
    B-17E "Muffins" 41-2660 scrapped
    B-17E "Spawn of Hell" 41-2662 scrapped postwar
    B-17E 41-2663 pilot Erb shot down by AA fire September 12, 1942 south of Buna
    B-17E "The Jersey Skeeter" 41-2664 pilot Pickard crashed June 14, 1943
    B-17E "Lucy" 41-2666 scrapped
    B-17E "Texas Tornado" 41-2667 pilot Cobb June 9, 1942
    B-17E 41-2669 scrapped
    B-17E 41-9011 pilot Geddes crashed May 21, 1943
    B-17E 41-9012 pilot ? crashed November 5, 1942
    B-17E 41-9014 pilot Smith crashed July 1, 1942
    B-17E 41-9015 scrapped 1943
    B-17E "My Gal Sal" 41-9032 force landed June 27, 1942
    B-17E 41-9036 served in Panama
    B-17E 41-9037 served in Panama
    B-17E 41-9038 served in Panama
    B-17E 41-9039 served in Panama
    B-17E 41-9039 served in Panama crashed January 6, 1943 Guatemala to Galapogos, two KIA reference Alae page 191
    B-17E 41-9040 served in Panama
    B-17E 41-9041 served in Panama
    B-17E "Boomerang" 41-9059 scrapped
    B-17E "Zero Six Zero" 41-9060 destroyed March 23, 1943 by Japanese bombing
    B-17E "Stingaree" 41-9071 pilot Richards MIA September 8, 1942
    B-17E 41-9080 served in Alaska
    B-17E 41-9084 pilot Mansfield MIA June 4, 1942
    B-17E 41-9118 pilot Everitt crashed October 4, 1942
    B-17E "Eager Beavers" 41-9122 pilot Houx crashed February 1, 1943
    B-17E "Buzz King" 41-9124 destroyed March 23, 1943 on the ground at Henderson Field
    B-17E 41-9126 MIA August 28, 1942
    B-17E "De-Icer" 41-9128 pilot Stubblefield shot down July 27, 1943
    B-17E 41-9145 written off October 31, 1944
    B-17E 41-9151 pilot Hall crashed February 1, 1943
    B-17E "Tokyo Taxi" 41-9153 pilot Eckles MIA July 19, 1943
    B-17E "Uncle Bill" 41-9156 written off June 1944 / June 1945
    B-17E 41-9180 scrapped
    B-17E "Gypsy Rose" 41-9193 pilot Dau May 24, 1943
    B-17E 41-9194 pilot Freeman crashed December 2, 1942
    B-17E 41-9196 pilot Hageman MIA October 6, 1942
    B-17E 41-9206 pilot Newton ditched September 24, 1942
    B-17E "Flagship Texas No. VI / Strip-Straffer" 41-9207 pilot Naumann crashed June 1, 1943
    B-17E "Blues In The Nite" 41-9209 pilot McCullar crashed April 12, 1943
    B-17E 41-9210 under restoraton at Flying Heritage Collection (FHC)
    B-17E "Typhoon McGoon II" 41-9211 returned to United States, scrapped
    B-17E 41-9212 pilot Porter MIA June 5, 1942
    B-17E "Los Lobos/Road Home/Rover Boy" 41-9213 condemned August 1944
    B-17E "California / Gallopin' Gus" 41-9215 written off June 15, 1944
    B-17E "Alley Oop" 41-9216 written off June 1944
    B-17E "Fiji Foo" 41-9217 pilot ? crashed October 27, 1943
    B-17E 41-9218 pilot McDonald crashed August 4, 1942
    B-17E 41-9220 pilot Pharr MIA August 7, 1942, 10 missing
    B-17E "Kai-O-Keleiwa" 41-9224 pilot Loder MIA August 7, 1942
    B-17E "Yankee Doodle Jr." 41-9227 pilot ? crashed December 31, 1942
    B-17E 41-9234 pilot Dau force landed January 8, 1943
    B-17E "Clown House" 41-9235 pilot Lindbergh ditched October 29, 1942
    B-17E "Honi Kuu Okole" 41-9244 pilot Williams crashed May 21, 1943
    B-17E "Li'l Neil" 41-9222 scrapped in the United States
    F Model
    B-17F-1-BO
    B-17F "Cap'n & The Kids / Miss Em" 41-24353 Scrapped April 1946
    B-17F 41-24354 pilot Webb MIA August 26, 1942
    B-17F "Dinah Might ?" 41-24355 damaged September 16, 1943 written off
    B-17F "Ka-Puhio-Wela" 41-24356 pilot Moore Shot down March 3, 1943
    B-17F "Mama Maxie / The Super Chief" 41-24357 scrapped 1945
    B-17F "Lulu Belle" 41-24358 scapped 1945
    B-17F "Panama Hattie / Well Goddam" 41-24381 scrapped July 1948
    B-17F 41-24383 pilot Christopher MIA January 7, 1943
    B-17F "Pluto" 41-24384 pilot Ramey MIA March 26, 1943
    B-17F-5-BO
    B-17F "Hoomalimali" 41-24391 pilot Henson crash September 14, 1942
    B-17F "Lak-A-Nookie" 41-24401 scrapped November 1945
    B-17F "The Old Man / Biltz Buggy" 41-24403 scrapped 1948
    B-17F 41-24420 scrapped 1946
    B-17F "Hell From Heaven Men" 41-24424 pilot McMullan ditched March 15, 1943
    B-17F 41-24425 pilot McArthur crashed April 17, 1943
    B-17F 41-24427 pilot Williams MIA September 15, 1942
    B-17F "Miss Carriage" 41-24428 pilot Humrichouse crashed September 6, 1943
    B-17F "Dumbo" 41-24429 pilot Anderson December 4, 1942
    B-17F 41-24430 scrapped or otherwise disappeared in New Zealand
    B-17F-10-BO
    B-17F "Taxpayer's Pride" 41-24448 pilot McEachran crashed June 26, 1943
    B-17F "My Lovin' Dove" 41-24450 pilot Classen ditched February 9, 1943
    B-17F "Georgia Peach" 41-24454 pilot Woodard crashed June 13, 1943
    B-17F "Old Baldy" 41-24455 Returned to USA, scrapped September 1944
    B-17F "Aztec's Curse" 41-24457 pilot Rockwell crashed April 23, 1943
    B-17F "San Antonio Rose" 41-24458 pilot Lindberg MIA January 5, 1943
    B-17F-20-BO
    B-17F "Reckless Mountain Boys" 41-24518 pilot Heichel ditched May 7, 1943
    B-17F "Fightin Swede" 41-24520 pilot Keatts MIA May 8, 1943
    B-17F "Black Jack / The Joker's Wild" 41-24521 pilot De Loach ditched July 11, 1943
    B-17F 41-24522 destroyed on the ground November 16, 1942
    B-17F 41-24528 damaged October 13-14, 1942 by bombardment at Henderson Field on Guadalcanal
    B-17F 41-24531 pilot Sewart ditched November 18, 1942
    B-17F "Omar Khayyam / The Plastered Bastard" 41-24534 pilot Jacobs crashed December 1, 1942
    B-17F "Talisman / USASOS War-Horse" 41-24537 scraped September 1945
    B-17F 41-24538 pilot Jack ditched January 5, 1943
    B-17F-25-BO
    B-17F 41-24540 destroyed January 17, 1943
    B-17F "I Dood It / Pluto" 41-24543 pilot Barnett crashed June 30, 1943
    B-17F "Harry the Horse" 41-24548 pilot Kennedy crashed May 4, 1944
    B-17F 41-24550 pilot Hocutt ditched December 14, 1942
    B-17F "Fire Ball Mail" 41-24551 destroyed January 17, 1943
    B-17F "Listen Here Tojo" 41-24552 pilot Eberly crashed September 15, 1943
    B-17F "The Mustang" 41-24554 scrapped June 1945
    B-17F "Tuffy" 41-24574 scrapped August 1945
    B-17F-50-BO
    B-17F 42-5367 crashed February 11, 1943
    B-17F-95-BO
    B-17F 42-30326 pilot Lee crashed August 2, 1943
    B-17F 42-30488 pilot Ticksman crashed July 24, 1943
    B-17F-115-BO
    B-17F 42-30681 crashed April 27, 1943 recoverd 1986, in storage
    G Model
    B-17G-85-DL
    B-17G 44-83554 converted to VIP transport, written off 1947 or used as drone
    B-17G 44-83563 displayed Lyon Air Museum painted as "Fuddy Duddy" 42-97400
    B-17G 44-83575 owned by Collins Foundation painted as "Nine-O-Nine" 42-31909
    B-17G 44-83581 pilot Hannigan crashed September 1, 1945
    B-17G-95-DL
    B-17G 44-83724 converted to SB-17 damaged December 1948 landing on Greenland during rescue attempt
    B-17G 44-83784 converted to an SB-17 with a Higgins A-1 lifeboat served in the USAF possibly in Alaska ultimate fate unknown
    B-17G-100-BO
    B-17G 42-38882 converted to a B-17H, pilot Motsinger crashed July 25, 1945
    B-17G-105-BO
    B-17G "Bulgin Bessie" 43-39265 converted to B-17H, assigned to the 4th ERS
    B-17G-110-BO
    B-17G 43-39274 converted to SB-17G operated from Yontan Airfield on Okinawa
    B-17G 43-39367 in November 1956 to Lloyd Aero Boliviano as CP-625. On November 17, 1959 written off at San Lorenzo, Bolivia
    B-17G 43-39499 converted to SB-17G. Damaged in taxiing accident at Clark AB, Philippines Jul 29, 1945
    B-17G "Julie Mae" 43-39502 converted to a B-17H assigned to the 2nd Emergency Rescue Squadron "Snafu Snatchers"
    B-17G 43-39503 converted to a B-17H assigned to the 2nd Emergency Rescue Squadron "Snafu Snatchers"
    B-17G-105-VE
    B-17G 44-85702 operated in Panama
    B-17G 44-85740 operated by EAA (EAA) as "Aluminum Overcast".
    B-17G 44-85790 displayed on pylons at The Bomber Restaurant Milwaukie, Oregon
    H Model
    B-17H (SB-17G) Air-Sea Rescue with Higgins A-1 lifeboat
    B-17H "Miss Paula" assigned to the 2nd ERS
    B-17H 42-38882 pilot Motsinger crashed July 25, 1945
    B-17H "Bulgin Bessie" 43-39265 assigned to the 4th ERS
    B-17H 43-39274 converted to SB-17G operated from Yontan Airfield on Okinawa
    B-17H "Julie Mae" 43-39502 assigned to the 2nd ERS
    B-17H 43-39503 assigned to the 2nd ERS
    B-17H 43-39262 scrapped January 23, 1946
    B-17H 43-39266 assigned to the 5th RG, 6th ERS

    Other B-17s
    B-17 crashed Koumac crashed off New Caledonia
    B-17E pilot Parsel crashed April 2, 1942 during take off from Asansol Airfield in India
    B-17E "Typhoon McGoon" lost September 12, 1942


    17 December 1942 - History

    Fundo
    During World War II, the 5th Bombardment Group (Heavy) "Bomber Barons" (5th BG) operated the B-24 Liberator in the South Pacific (SOPAC) comprised of Headquarters Squadron (HQ), 23rd Bombardment Squadron (23rd BS), 31st Bombardment Squadron (31st BS), 72nd Bombardment Squadron (72nd BS) and 394th Bombardment Squadron (394th BS). Nicknamed "Bomber Barons" the motif was a skull with wings with "Kiai O Kalewa" (Hawaiian for "Guardians of the Upper Realm").

    Commanding Officers (C. O.)
    Lt. Col. Edwin B. Bobzien (April 1941–January 1942)
    Col. A. W. Meehan (January 1942–October 1942)
    Lt. Colonel B. E. Allen (November 1942–August 1943)
    Lt. Colonel Marion D. Unruh (August 1943–December 30, 1943)
    Lt. Col J. C. Reddoch, Jr. (December 30, 1943–August 1944)
    Col. T. C. Musgrave (August 1944–February 1945)
    Lt. Col. A. W. James (February 1945–March 1945)
    Lt. Col. I. J. Haviland (March 1945–July 1945)
    Lt. Col. A. W. James (July 1945–January 1947)

    História da Guerra
    The 5th Bombardment Group operated in the Pacific during World War II. At the start of the Pacific War, assigned to the 7th Air Force (7th AF). In 1943 assigned to the 13th Air Force (13th AF) and later the Far East Air Force (FEAF) until the end of the war.

    Headquarters Squadron (HQ)
    During 1941, the 31st BS was part of the 7th Air Force and based at Hickam Field. During 1942, assigned to Mokuleia Field. On December 1, 1942 arrives at Bomber 1 on Espiritu Santo.

    On December 30, 1943 lost is B-24D "Pretty Prairie Special" 41-24186 piloted by Lt. Colonel Marion D. Unruh. Nine of the crew are captured and become Prisoners Of War (POW). Only Unruh survived captivity until the Pacific War.

    31st Bombardment Squadron (31st BS)
    During 1941, the 31st BS was part of the 7th Air Force and based at Hickam Field operating B-18 Bolo and B-17 Flying Fortress heavy bombers. On December 7, 1941 during the Japanese attack on Pearl Harbor and Oahu, the squadron suffered four Killed In Action (KIA) and nine Wounded In Action (WIA).

    On May 23, 1942 the 31st BS transfered to Kipapa Field.

    On November 30, 1942 arrived at Bomber 1 on Espiritu Santo and began flying combat missions in the South Pacific. On January 17, 1943 arrives at Henderson Field on Guadalcanal and later Carney Field. By early 1943, the squadron began flying only B-24 Liberators. On February 2, 1944 transfered to Munda Airfield on New Georgia Island.

    On August 12, 1943 nine B-24s from the 31st BS plus sixteen B-24's from the 307th BG escorted by eight P-40s of the 44th FS and 22 F4Us from VMF-124 flew a bombing mission over Kahili (Buin) on Bougainville. The bombers drop 520 x 100lbs bombs on the runway and revetment areas and claim twenty aircraft destroyed on the ground. Returning, the formation is attacked by roughly 30 A6M Zeros over Ballale.

    On March 13, 1944 the squadron returns to Carney Field on Guadalcanal. On April 21, 1944 transfered to Momote Airfield on Los Negros Island. On August 20, 1944 to Wakde Airfield on Wakde Island. Operated from Pitu Airfield on Morotai Island. On March 17, 1945 transfered to Guiuan Airfield on Samar Island in the eastern Visayas Islands of the Philippines until the end of the Pacific War.

    72nd Bombardment Squadron (72nd BS)
    The 72nd Bombardment Squadron (Heavy). At the start of the Pacific War, operates the B-18 Bolo. On May 17, 1942 converts to the B-17 Flying Fortress. On June 4, 1942 during the Battle of Midway, 72nd BS B-17s flew from Hickam Field to Midway Airfield and flew bombing missions against the Japanese Fleet. Afterwards, flown across the Pacific to Espiritu Santo.

    On October 4, 1942 begins operating from Henderson Field on Guadalcanal. That same day, B-17E Flying Fortress 41-9118 piloted by piloted by David C. Everitt took off on a mission against Buka Airfield but could not find the target and encountered bad weather. Returning, spotted six warships and was deliberately rammed from below by a F1M2 Pete pilot Kiyomi. The right wing of the F1M2 Pete impacted this B-17's right wing, tearing off the wing tip damaging the vertical stabilizer and immediately caused the B-17 to descend in a spiral before then crashed into the sea.

    On October 10, 1943 lost was B-24D "My Baby Bubb" 42-40210 crashed into the sea northwest of Choiseul.

    On March 5, 1944 the squadron flew a bombing mission against Tobera Airfield near Rabaul. Lost was B-24D Liberator 42-73469 pilot Captain Lewis W. Haire after the bomb run, hit by anti-aircraft fire with seven crew Missing In Action (MIA). Only SSgt Escoe E. Palmer managed to bail out and became a Prisoner Of War (POW) and survived captivity at Rabaul until liberated at the end of the Pacific War.

    On October 24, 1944 lost is B-24J 44-40947 (MIA) on an armed search for enemy shipping off Borneo.

    394th Bombardment Squadron (394th BS)
    Briefly designated as the 4th Reconnaissance Squadron (4th Recon Squadron). Three of the better 19th Bombardment Group B-17E Flying Fortresses were assigned to the 13th Air Force (13th AF), 5th Bombardment Group (5th BG), 394th Bombardment Squadron (394th BS) including B-17E "Calamity Jane" 41-2440, B-17E 41-2632 and B-17E 41-2658.

    During 1942-1943 one of the squadron's pilots was Lt. Eugene "Gene" Roddenberry who later created "Star Trek".


    Battle of the Bulge - WW2 Timeline (December 16th, 1944 - January 25th, 1945)

    By the end of 1944, the Allied advance across Europe was such that the front was held in check at its ends by two large armies - the Canadians and English to the North and the Americans and General Patton to the south. While the Canadian and English forces succeeded in taking the critical port-city of Antwerp from the Germans, the Americans shored up the battle lines and were now targeting the ever-important Rhone River with German territory just beyond. In between the two concentrated forces lay a thin line of some 80,000 Allied troops.

    The reason for this thin grouping of support was largely explained by its location, this in the thick of the seemingly impenetrable Ardennes Forest. It was a long-held belief that the area was ill-suited for any sort of open warfare and the Allies utilized this feeling and the surrounding terrain to concentrate critical forces to the fighting elsewhere along the Front.

    However, Hitler had developed other plans when constructing his Ardennes Offensive. The ultimate goal was to reach the post city of Antwerp and disrupt the Allied front and their much-needed supply lines along the way. The hope was to split the Canadian, British and American forces from one another and their logistical means to stay alive, thusly providing Germany with the element of surprise and a foothold to mounting a future assault to drive the enemy back. The selection of enacting the assault during the European Winter would only add to the element of surprise.

    The surprise was unveiled on December 16th, 1944 when the German Army opened up in one of their largest displays of artillery bombardment ever. Mechanized forces of the German 5th and 15th Panzer armies, as well as the 6th SS and 7th Army, attacked the US VIII forces in a line between Aachen and Bastogne. The German surprise held up well and the Allies reeled at the advance. However, some contingents such as the US 2nd Division at Elsenborn and 99th Division at Malmedy held their ground. The last German blitzkrieg was underway as a grand total of 200,000 German personnel were mustered into a singular fighting force, encompassing both battle-hardened troops such as those of the Waffen-SS and non-combatants from across the German territories.

    Part of the German advance was led by the cold and calculating Colonel Joachim Peiper who saw it fit to order his troops to execute any prisoners they take. Some 100 Americans alone were shot where they stood at Malmedy, this under the direct order of Peiper himself. While this soothed his embittered German troops to an extent, it only served to rile the Americans who, having received word of the atrocities, now produced an unparalleled fighting spirit when facing the Germans.

    Both forces inevitably butted heads at the small town of Bastogne. The Germans were held in place by Allied tank destroyers and determination while the Americans dug in for weeks of intense fighting utilizing whatever cover and supplies were made available. American General Omar Bradley ultimately recognized Bastogne to be the battlefield of choice by the Germans and committed elements of General Courtney Hodges' 1st Army and General Patton's 4th Armored Division to the town in an effort head off any further German advance. Allied reserves were called into play and the fabled 101st Airborne ("The Battered Bastards of the 101") was airdropped into Bastogne to aid in its defense - and make military history in the process. The 82nd Airborne took the task at St Vith.

    The Allied lines were fractured and independent defenses soon sprung about. Poor weather cover ensured that the Allied would not be counting on air support for the time being. Being that the Germans had lost air superiority by this time, the playing field was more or less leveled. Instead, Allied artillery hammered at the flanks of the German advance where possible and the German thrust was eventually held before reaching Dinant, some 60 miles from the Ardennes Offensive starting point. After holding onto Bastogne for a full week while being encircled by the German Army, the 101st repelled the final german thrust. The very next day, Patton's armor arrived to ensure the town was firmly in Allied hands. In true airborne style, the 101st never admitted to needing any such help from Patton's armored forces.

    British General Montgomery's 29th Armored Brigade met up with the American 2nd Armored Division to hold the point of deepest German penetration in check. The Battle of the Bulge - the last major German offensive - was stopped. By mid-February of 1945, all gains by the German Army were undone and the war would be over by the end of April with Hitler dead by his own hand.

    The Ardennes Offensive would cost Germany some 88,000 of her soldiers while American paid the hefty toll of losing 77,000 of their own.


    There are a total of (25) Battle of the Bulge - WW2 Timeline (December 16th, 1944 - January 25th, 1945) events in the Second World War timeline database. As entradas são listadas abaixo por data de ocorrência crescente (da primeira à última). Outros eventos principais e posteriores também podem ser incluídos para perspectiva.

    Sábado, 16 de dezembro de 1944

    O Exército Alemão lança sua ofensiva nas Ardenas contra elementos do US VIII americano localizados entre Aachen e Bastogne.

    Sábado, 16 de dezembro de 1944

    O progresso inicial no ataque é bom para os alemães, no entanto, a 2ª e a 99ª Divisões dos EUA se mantêm firmes em Elsenborn e Malmedy.

    Sábado, 16 de dezembro de 1944

    O mau tempo logo se instala na região de Ardennes, limitando o apoio aéreo aliado para conter os avanços alemães.

    Domingo, 17 de dezembro de 1944

    Prisioneiros de guerra aliados são executados a sangue frio por elementos do 6º Exército Panzer SS. Cerca de 87 prisioneiros são mortos sob ordens diretas do coronel alemão Joachim Peiper.

    Domingo, 17 de dezembro de 1944

    A cidade de Stavelot está perdida para o exército alemão invasor.

    Terça-feira, 19 de dezembro de 1944

    Nesta data, dois componentes que compõem a 106ª Divisão dos Estados Unidos na região de Schnee Eiffel estão cercados pelos alemães.

    Terça-feira, 19 de dezembro de 1944

    Cerca de 6.000 soldados aliados se rendem ao exército alemão em Schnee Eiffel.

    Terça-feira, 19 de dezembro de 1944

    Ao longo da linha de Ardennes, as forças dos EUA se transformam em intensas linhas defensivas e algumas forças eventualmente montam contra-ataques contra os invasores alemães.

    Terça-feira, 19 de dezembro de 1944

    A cidade de Stavelot é recapturada pelos Aliados.

    Terça-feira, 19 de dezembro de 1944

    Os generais aliados concordam em comprometer elementos da Frente Saar contra os flancos sul do avanço alemão, isto na área entre Bastogne e Echternach.

    Quarta-feira, 20 de dezembro de 1944

    Nesta data, a 101ª Divisão Aerotransportada em Bastogne está completamente cercada pelo Corpo Panzer XLVII alemão.

    Quarta-feira, 20 de dezembro de 1944

    A 10ª e a 19ª Divisões Blindadas dos EUA estão completamente cercadas pelo avanço alemão.

    Quarta-feira, 20 de dezembro de 1944

    O general britânico Montgomery é encarregado de liderar o avanço ao longo da linha de defesa norte, enquanto o general americano Bradley recebe o comando do sul.

    Sexta-feira, 22 de dezembro de 1944

    À medida que o avanço alemão continua, as linhas de abastecimento são esticadas até o limite e os flancos ficam excessivamente expostos, levando o general alemão Rundstedt a pedir a Hitler para interromper o avanço - Hitler se recusa.

    Sábado, 23 de dezembro de 1944

    O mau tempo nas Ardenas começa a clarear.

    Sábado, 23 de dezembro de 1944

    2.000 surtidas aéreas aliadas são lançadas para melhorar os céus contra os alemães no solo.

    Sábado, 23 de dezembro de 1944

    Os suprimentos são lançados dos aviões de transporte aliados para as forças sitiadas detidas em Bastogne.

    Sábado, 23 de dezembro de 1944

    Os caças aliados de ataque ao solo visam e destroem os veículos terrestres alemães e as concentrações de tropas. Sem apoio aéreo próprio, há pouco que os alemães possam fazer em resposta.

    Segunda-feira, 25 de dezembro de 1944

    Após atingir 60 milhas de território - a marcha mais distante da Ofensiva Alemã das Ardenas - a 2ª Divisão Panzer sob o comando do Tenente-General von Lauchert é detida por uma força combinada de blindados britânicos e americanos formada pela 29ª Brigada Blindada Britânica e pela 2ª Brigada Blindada Americana Divisão.

    Segunda-feira, 25 de dezembro de 1944

    As perdas alemãs no dia de Natal incluem 3.500 soldados de infantaria e 400 veículos, 81 deles tanques.

    Terça-feira, 26 de dezembro de 1944

    A 4ª Divisão Blindada americana segue em direção às sitiadas 101ª Forças Aerotransportadas em Bastogne e a situação na vila é estabilizada.

    Quinta-feira, 28 de dezembro de 1944

    Hitler ordena a suspensão do avanço - mas não a retirada - deixando suas unidades expostas e cansadas à mercê das forças aliadas reabastecidas na Frente de Ardennes.

    Weeks of fighting see German forces destroyed, taken prisoner or sent packing as the Allies regroup and respond.

    Wednesday, February 7th, 1945

    By this date, all of the German gains of the Ardennes Offensive have been erased.

    Wednesday, February 7th, 1945

    The German loss of life is a staggering 82,000 men, matched only by the 77,000 casualties suffered by the American Army.


    Assista o vídeo: 17 de setembro de 2021